Banco Central dos EUA corta juros a quase zero para estimular a economia

Foto: Wikimedia Commons

O Banco Central dos Estados Unidos decidiu neste domingo (15) cortar a taxa básica de juros da economia norte-americana para entre 0% e 0,25% ao ano para estimular a economia por conta do coronavírus.

Em decisão extraordinária, o Federal Reserve afirma que a pandemia de coronavírus “prejudicou comunidades e interrompeu a atividade econômica em diversos países”.

O Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto) disse que continuará monitorando as implicações das informações recebidas para as perspectivas econômicas, incluindo as relacionadas à saúde pública, desenvolvimentos globais e pressões inflacionárias.

A instituição se comprometeu ainda a usar suas ferramentas e atuar conforme apropriado para apoiar a economia. “Ao determinar o momento e o tamanho dos ajustes futuros na orientação da política monetária, o Comitê avaliará as condições econômicas realizadas e esperadas em relação ao seu objetivo máximo de emprego e ao seu objetivo simétrico de 2% da inflação” diz o comunicado.

Na última sexta-feira (13), o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, estimou um impacto de curto prazo na economia norte-americana. Segundo ele, o Banco Central dos Estados Unidos está trabalhando para manter os mercados abertos e sustentar a liquidez.

R7