Arquivos

A Secretaria de Estado e Saúde Pública– Sesap- atualizou os dados do coronavírus no Rio Grande do Norte nesta sexta-feira (31). Na ocasião, foi informada a taxa de ocupação geral de leitos, que registra neste momento 63% em seu geral. A taxa de isolamento social chegou a 38,9%.

A Sesap também informou que 432 pessoas estão internadas em hospitais públicos, privados ou filantrópicos, entre suspeitos, confirmados, pacientes em enfermaria ou críticos, que neste último caso, somam (227 críticos e 205 clínicos).

Entre regiões, a ocupação se encontra no seguinte cenário:

Oeste (Mossoró):  80%

Seridó: 76%

Região metropolitana de Natal: 59%

Mato Grande: 40%

Alto Oeste (Pau dos Ferros): 33%

A força-tarefa Lava Jato do MPF-SP (Ministério Público Federal em São Paulo) pediu ajuda à PGR nesta sexta-feira (31) para a retomada das investigações envolvendo o senador José Serra (PSDB-SP).

A operação Revoada, suspensa esta semana pelo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, apura um amplo esquema de lavagem de dinheiro transnacional envolvendo Serra e outros.

De acordo com o MPF-SP, “o fato de poder haver, em tese, o encontro de eventuais indícios de irregularidades praticadas por José Serra em razão de seu atual cargo não permite dizer que medidas investigativas só poderiam ser autorizadas pelo STF”.

O Ministério Público considera que, se fosse o caso, a providência correta seria enviar a investigação para a PGR analisar, mas “não caberia suspender toda a investigação, de competência da Justiça Federal de 1ª instância”.

A força-tarefa diz que a operação não tem relação com o atual cargo de Serra como senador e pede para que a PGR adote medidas que levem a liminar em plantão para julgamento e que, assim, as investigações possam “ser rapidamente retomadas”.

Decisão de Toffoli

O ministro atendeu a um pedido da defesa do tucano, conduzida pela advogada Flavia Rahal e pelo advogado Sepúlveda Pertence.

A decisão de Toffoli também proíbe temporariamente o uso de materiais apreendidos pela operação (devem ser lacrados e esperar a análise do caso pelo relator, o ministro Gilmar Mendes, o que deve ocorrer somente após o término do recesso do Judiciário).

O ministro acatou o argumento da defesa de que a operação Paralelo 23, que investiga suposto caixa 2 eleitoral do senador, violou o princípio do foro especial por ter investigado Serra durante o exercício de seu mandato. Em outra decisão, o presidente do Supremo também suspendeu a investigação da qual o tucano é alvo na Justiça Federal.

R7.com

A Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap) fez nesta sexta-feira, 31, alerta à população e aos integrantes dos serviços de saúde para a ocorrência de complicações pós-infecção por Covid-19 entre crianças e jovens de 0 a 19 anos de idade. Segundo a Subcoordenadora de Vigilância Epidemiológica da Sesap, Alessandra Lucchesi, estas complicações foram objeto de nota de alerta emitida pelo Ministério da Saúde.

“A Covid-19 é uma doença nova e ainda em investigação. Há agora uma preocupação dos Governos Estadual e Federal para a síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica associada à Covid”, informou Alessandra. A síndrome pode acometer crianças e jovens de zero a 19 anos de idade com marcadores inflamatórios, febre e complicações cardíacas após infecção pelo novo coronavírus.

“Portanto, a população deve ficar atenta a sintomas como febre persistente, acima de três dias de duração. Nestes casos, os pais devem procurar atendimento médico. Já temos casos diagnosticados no Rio Grande do Norte que foram atendidos no Hospital Maria Alice Fernandes, em Natal. Foram dez crianças; nove receberam alta e uma está sob acompanhamento” informou a subcoordenadora.

Alessandra explicou que a vigilância deve ir além deste momento porque a convivência com o vírus terá um tempo maior. “Os casos estão sendo notificados e a Sesap está elaborando os protocolos clínicos para orientação à população, profissionais de saúde e municípios”, declarou.

Alessandra Luchesi ainda reforçou que é necessário continuar a articulação dos municípios com o Estado, que estes enviem informações com agilidade e efetividade à Sesap. “Isto é fundamental para mantermos o controle e a tendência de redução e para permitir à gestão estadual uma ação rápida nas situações que ameacem a tendência de queda nos novos casos. As medidas de higiene pessoal como desinfectar o celular, lavar as mãos, usar máscara e evitar aglomerações continuam a ser imprescindíveis para vencermos a pandemia”, lembrou.

Fonte: Portal Grande Ponto

Foto: Reprodução

Os seriados “Chaves“, “Chapolin” e “Chespirito” não serão mais exibidos no SBT a partir do dia 1º de agosto, informou a emissora nesta sexta-feira (31). Após mais de 35 anos no ar, os programas tiveram seus direitos de exibição barrados no Brasil após notificação da Televisa na última quarta-feira (29). Segundo o SBT, “um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias” é o entrave para a exibição dos seriados no país.

Leia a nota do SBT na íntegra:

“A partir deste sábado, 01 de agosto, o SBT deixará de exibir o seriado Chaves. A informação chegou à emissora nesta última quarta-feira (29/07), por notificação da Televisa, emissora mexicana detentora dos direitos da obra produzida, na qual informa que a suspensão é devida a um problema pendente a ser resolvido com o titular dos direitos das histórias.

A exibição dos seriados Chaves, Chapolin e Chespirito estaria garantida até 31/07/2020, com possibilidade de renovação entre as partes, o que verbalmente havida sido confirmado. No entanto, a negativa em relação ao acordo com o grupo detentor de direitos intelectuais sobre as histórias, chegou a apenas poucos dias do fim do contrato.

O SBT lamenta a decisão, principalmente em respeito ao seu público, que acompanha fielmente os seriados há tantos anos na emissora. A emissora continua na torcida para um acordo entre as duas empresas mexicanas o mais rápido possível e, se isto acontecer, teremos o prazer de informar aos fãs de Chaves, Chapolin e Chespirito, imediatamente.”

Jovem Pan

 

Uma tentativa de assalto ocorrida na tarde desta quinta feira 30 de julho de 2020, no Bairro Doze Anos em Mossoró RN terminou em luta corporal entre vítima e acusado e com o assaltante preso. O caso foi registrado por volta das 16h00min na Rua Germano Caenga, quando Gilliard Jackson da Silva Leite, usando um simulacro de arma de fogo, chegou em uma moto Biz azul, com parte da placa coberta por fita adesiva e anunciou o assalto.

A Vítima, um rapaz, reagiu a ação do criminoso e partiu pra cima entrando em luta corporal com o assaltante e depois de alguns minutos, bolando no chão, conseguiu dominá-lo. Os dois ficaram feridos. A viatura da PM composta pelo sargento A. Francisco e o cabo Avelino após ser acionada pelo CIOSP chegou rápido ao local e prendeu o suspeito.

Gilliard foi conduzido juntamente com a moto para a Delegacia de Furtos e Roubos e apresentados à delegada Liana Aragão. Na delegacia os vistoriadores constataram que o motor da moto estava com a numeração adulterada e durante os procedimentos de vistoria foi encontrada uma munição de revolver calibre 38 que se encontrava dentro do bagageiro da motocicleta.

Diante das evidências de crime a delegada Liana Aragão decidiu por autuar Gilliard em flagrante por crimes de roubo, artigo 157, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, artigo 311 e posse ilegal de munição, artigo 14. Gilliard Jackson da Silva Leite, foi encaminhado ao Sistema prisional, onde ficará a disposição da justiça.

Fim da Linha

O prefeito Álvaro Dias publicará novo decreto liberando comercialização de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes a partir desta sexta-feira (31).

A medida seguirá as recomendações da comissão científica da Prefeitura de Natal.

O Governo do Estado previa liberar a venda de bebidas alcoólicas em todo o RN a partir de 05 de agosto, seguindo o cronograma da retomada gradual das atividades econômicas.

Tudo em família. O ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves (PDT), quer indicar a prima da sua esposa para compor a chapa como vice do prefeito Álvaro Dias nas eleições de 2020. O nome é o de Aíla Ramalho Cortez, prima de sua esposa, Andrea Ramalho.

Carlos Eduardo apresentou o nome de Aíla em uma reunião nesta quarta-feira (29) com 9 vereadores do seu grupo político. Cabe a esse grupo indicar o candidato a vice-prefeito na chapa de Álvaro Dias.

Informações de bastidores dão conta que o grupo de vereadores não ficou satisfeito com a indicação do nome da prima de Andrea Ramalho.

Aíla Ramalho Cortez é um nome de confiança do ex-prefeito de Natal. Ela já foi secretária de Tributação da capital e diretora do Procon na gestão de Alves.

Outra curiosidade é que Aila é filha do ex-governador Cortez Pereira, que faleceu em 2004.

Fonte: Portal Grande Ponto

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, deferiu medida cautelar em duas Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs 6484 e 6495) para suspender a eficácia de leis estaduais do Rio Grande no Norte (RN) e do Rio de Janeiro (RJ) que interromperam o pagamento de contratos de crédito consignado em decorrência da pandemia da Covid-19. Segundo o ministro, as normas, a pretexto de estabelecer medida de contrapartida social em razão do isolamento social experimentado pelos servidores públicos, adentraram em matéria de Direito Civil, de competência privativa da União. As decisões cautelares serão submetidas ao referendo do Plenário.

As duas ADIs foram ajuizadas pela Barroso, a Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif). Na ADI 6484, da relatoria do ministro Luís Roberto Barroso, o objeto é a Lei estadual 10.733/2020 do Rio Grande do Norte, que suspendeu por até 180 dias a cobrança das consignações voluntárias contratadas pelos servidores públicos estaduais com instituições financeiras não cooperativas. Já a ADI 6495, da relatoria do ministro Ricardo Lewandowski, contesta a Lei estadual 8.842/2020 do Rio de Janeiro, que autorizou o Poder Executivo a suspender pelo prazo de 120 dias os descontos das mensalidades dos empréstimos celebrados e de empréstimos consignados.

Toffoli observou que tanto a lei do RN, ao determinar a transferência das parcelas em aberto para o final dos contratos sem a incidência de juros e multa, quanto a norma do RJ, quando pretendeu incrementar a circulação de renda em âmbito estadual para estimular o crescimento da economia fluminense, se projetam sobre campo de incidência temático reservado à União, o que implica rearranjo da política de crédito (artigo 22, inciso VII, da Constituição Federal).

O presidente do STF solicitou informações ao governador do Estado do Rio de Janeiro e à Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte. Após, determinou vista, sucessivamente, no prazo de três dias, ao advogado-geral da União e ao procurador-geral da República. As decisões tiveram como base o artigo 13, inciso VIII, do Regimento Interno do STF, que autoriza o presidente a decidir questões urgentes nos períodos de recesso ou de férias.

 

STF

Após não conseguir votos suficientes na Assembleia Legislativa nas últimas duas semanas para aprovar a reforma previdenciária, o presidente do Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Norte (Ipern), Nereu Linhares, afirmou que o governo vai manter a proposta atual sem modificações. A declaração de Linhares foi ontem, minutos após a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) da Previdência do Estado ser retirada de pauta da sessão com o consenso de todos deputados. A retirada aconteceu depois do governo federal estender o prazo para os Estados aprovarem as suas reformas próprias da previdência, que se encerrava nesta sexta-feira, 31. Agora, os Estados têm até 31 de setembro para isso.

TRIBUNA DO NORTE

A violência está imperando em Macaíba, segundo informações um jovem conhecido como Chiquinho, foi alvejado em frente a uma academia que fica localizada no Loteamento Esperança. De acordo com informações, o homem tentou se esconder na academia. A Polícia foi acionada e a SAMU já se encontra no local. Até o momento, não se sabe a motivação do crime ou muito menos o estado de saúde. ATENÇÃO, IMAGENS FORTE EM LER MAIS!

Ler mais…