Arquivos

Diante da situação de pandemia que a cidade de Macaíba e o país em geral enfrentam, a Prefeitura Municipal, mediante a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS), realiza rotas de monitoramento pela Equipe de Abordagem Social visando identificar populações vulneráveis, com o objetivo de garantir os direitos sociais dessa população, por exemplo, os moradores de rua.

Desde a semana passada, as abordagens estão sendo realizadas pelos profissionais capacitados, seguindo todas as diretrizes e orientações da Saúde, acompanhando todos os decretos, resoluções, normativas e leis, para melhor aplicar-lhes em nosso município. Tudo isso seguindo as recomendações do Conselho Municipal de Assistência Social.

Essas abordagens já resultaram no afastamento de duas pessoas em situação de rua, que aceitaram ir para uma comunidade terapêutica, onde lá terão cuidados necessários, principalmente no tratamento das substâncias psicoativas.

Dessa forma, é possível assegurar a proteção social, por meio da busca ativa de pessoas em situação de rua e outras situações de risco social e violações dos direitos humanos, fazendo a identificação e encaminhamentos necessários, oferecendo os serviços socioassistenciais em funcionamento e benefícios eventuais vigentes em nível local.

Assecom-PMM

Foto: Reprodução

No fim de fevereiro, Sheila Brooks morreu, aos 86 anos, vítima de coronavírus. Familiares da idosa ignoraram recomendações de distanciamento social, mesmo em situações de morte, e foram ao enterro de Sheila, em West Midlands (Inglaterra).

Duas semanas depois, os primeiros parentes que foram ao funeral começaram a testar positivo para Covid-19, a doença provocada pelo coronavírus. Até agora, 17 membros da família – todos presentes no enterro – já foram infectados.

Susan Nelson, de 65 anos, morreu em decorrência da doença. Ela era sobrinha de Sheila.

“A velocidade como o vírus age é impressionante. Ele não pode ser subestimado. Não seja estúpido se colocando em risco. Sigam o conselho: fiquem em casa”, disse Carl, de 42 anos, filho de Susan, ao site “Yahoo! News”.

Sheila e Susan morreram no mesmo hospital. O sobrinha morreu poucas horas após ser levada à emergência. Outros familiares estão internados em estados grave.

Ao contrário da morte de Sheila, a família Nelson não fez velório para Susan.

Page Not Found – Extra – O Globo

O número é muito alto, principalmente se levarmos em conta que a luta contra o coronavírus está só começando. 10 médicos já foram contaminados no RN com o vírus, quatro estão hospitalizados e três em estado grave. Devido a alta carga de trabalhos e  alimentações fora do horário, muitos médicos que são a primeira linha de  defesa contra o  coronavírus, são também presas fáceis para o vírus que não escolhe cor ou classe social.

Sempre bom lembrar que nos hospitais da rede estadual, faltam EPIs, estrutura mínima, está tudo jogado.

O deputado estadual Getúlio Rêgo ligou para dizer que em Pau dos Ferros, o Estado tem 10 respiradores, todos ocupados com outros patologias, nenhum disponível para atender pacientes que venham a precisar com coronavírus.

Em Apodi e Caraúbas não tem nenhum respirador funcionando. As três cidades – Pau dos Ferros, Caraúbas e Apodi- tem hospitais regionais e não estão preparadas para atender às demandas da pandemia do coronavírus. Nenhuma ação foi realizada até agora.

Hoje, a comissão de saúde da Assembleia Legislativa vai se reunir e cobrar do governo do estado providências para o enfrentamento do coronavírus.

A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante/RN está contratando médicos para unidades de saúde. O contrato é imediato, com hora de trabalho a R$ 100,00, podendo trabalhar até 6h por dia.

Os profissionais são para o Amarante, Novo Amarante, Golandim, Humaitá, Jardim Lola, Novo Santo Antônio, Santo Antônio, Flores do Campo, Guajiru, Padre Joao Maria e Barro Duro.

Os interessados devem ligar para (84) 98140-1600.


Orlando Morando (PSDB), prefeito de São Bernardo, teve de ser hospitalizado neste domingo (29). Ele foi diagnosticado com o novo coronavírus na última semana e ele próprio comunicou, em transmissão ao vivo nas redes sociais, o teste positivo para Covid-19.

De acordo com o jornal Diário do Grande ABC, o prefeito teve um agravamento no quadro respiratório, um dos sintomas da infecção pelo coronavírus, e foi levado ao Hospital São Luiz, em São Caetano. Ele está na UTI.

A mulher de Morando, a deputada estadual Carla Morando (PSDB), também teve diagnóstico positivo para a doença. Ambos têm 45 anos.

Procurei saber quantas UTIs tem na rede pública do estado, aproximadamente 150. Ninguém sabe ao certo quantos ventiladores tem funcionando ou mesmo quantos foram comprados.

O governo não disse até agora quantos leitos irá isolar para atender os infectados pelo coronavírus.

O silêncio é geral e a imprensa só pensa em defender a coitadinha da governadora Fátima Bezerra. Meus amigos, apertem o cinto, porque as notícias dos hospitais do estado são as piores possíveis em relação à estrutura. Nem para abrir números eles são acessíveis.

Gustavo Negreiros

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte, o Ministério Público Estadual (MP/RN), a Justiça Federal (Seção Judiciária no Rio Grande do Norte), o Tribunal de Justiça do estado (TJ/RN), a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Norte, o Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN), o Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região (TRT/RN) e o Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT/RN) vêm a público reforçar a importância da manutenção das medidas de prevenção, recomendadas pela comunidade científica de saúde, para conter o avanço do novo coronavírus (COVID-19) no RN. Deve-se observar que a Organização Mundial de Saúde, OMS, ainda não revogou as recomendações de isolamento domiciliar, medida cuja eficácia contra a nova pandemia foi testada e aprovada em diversos países que tentam debelar a doença.

As consequências para aqueles que não adotaram o isolamento domiciliar preventivo são catastróficas, com número de contágio e mortes em crescimento exponencial. As limitações ditadas por especialistas sanitários pretendem evitar, no Brasil, o que infelizmente já se confirmou em países como China, Itália e Estados Unidos: a dizimação em massa de pessoas acometidas pela doença. No mundo, já são mais de 530 mil infectados e mais de 24 mil mortes, segundo a OMS.

Via Portal MPRN

Confira aqui:

NOTA CONJUNTA – COVID-19