outubro, 2021 - Informativo Atitude

Arquivos

Segundo informações, Rosângela foi executada a tiros quando estava entrando dentro do seu carro.  O crime aconteceu na Tomaz Landim, em frente à loja Carajás, na zona norte de Natal.

Acredita-se que a enfermeira foi seguida e surpreendida pelo criminoso, que teria efetuado vários disparos contra a vítima, não dando tempo de a mesma esboçar nenhuma reação. Ao redor da cena do crime, existem várias câmeras que poderão ajudar na elucidação do homicídio.

 

GUERRA INTERNA

Uma guerra interna é travada dentro da prefeitura de Macaíba, de um lado Netinho que busca mostrar sua força apoiando a pré-candidatura a Deputado Estadual de Ajunto Dias, filho do prefeito de Natal Álvaro Dias, do outro lado, Bob Filho (Emídio Júnior), que vai apoiar a reeleição do Deputado Estadual Kléber Rodrigues.

DISTANCIAMENTO

Após tomar conhecimento de algumas pesquisas, Netinho estaria mantendo um distanciamento do atual Prefeito Bob Filho (Emídio Júnior), o próprio Luizinho estaria deixando claro que o filho não tem participação nas decisões do executivo.

QUEDA DE BRAÇO

Enquanto isso a queda de braço continua forte, dentro e fora da prefeitura não se comenta outra coisa. A disputa para quem vai dar mais votos ao seu deputado é tão grande, que está criando um abismo entre os “Meninos”, deixando muitos cargos comissionados assustados.

NÃO TEM VOLTA

Muitos observadores acreditam que não deve haver mais volta para Netinho e Emídio. O clima de desconfiança já contaminou a relação que existia entre os dois e onde não existe confiança, também não existe união, por essa razão, a separação é algo inevitável entre os dois.

RECORDE DE RECLAMAÇÃO

Pelo que parece, a gestão da Secretaria de Saúde “Toda Posuda” bateu recorde de reclamação, pelo menos é isso que vem apontado as redes sociais. Mesmo assim, a danada não perde a pose.

VIVENDO EM OUTRA DIMENSÃO

Muitos funcionários da saúde, estão assustados com a falta de percepção de “Toda Posuda”, pois enquanto a saúde afunda em um mar de ingerência, a danada desfila como se estivesse em outra dimensão, fechando os olhos para o fracasso que é sua gestão.

VOLTA DOUTOR 

Muitas pessoas que não votaram em Dr. Fernando, estão fazendo comparações entre as gestões, e por incrível que pareça, são as primeiras que estão pedindo que o doutor dispute as eleições de 2024.

EM SILÊNCIO

O ex-prefeito Fernando Cunha permanece em silêncio, mas revelou que o momento agora é de apenas observar. O ex-prefeito também revelou quem além de deixar tudo em dia e a prefeitura com dinheiro em caixa, deixou mais de 10 milhões em emendas e projetos do seu governo para o atual Prefeito Emídio Júnior.

VAI BATER DE FRENTE

O Vereador Igor Targino disse que vai bater de frente com o candidato a Deputado Federal do atual Prefeito Bob Filho (Emídio Júnior). “Sei que vou enfrentar uma grande estrutura, mas isso não me intimida”, disse Igor.

NA DISPUTA?

Quem pode hoje vir a disputar uma futura vaga para Deputado Estadual é Dr. João, muito respeitado e querido, Dr. João pode surpreender em Macaíba.

A rede Assaí anunciou que comprará as lojas de hipermercado Extra, que atualmente pertencem ao Grupo Pão de Açúcar (GPA). Com valor de R$ 5,2 bilhões, a transação deve ser concluída em janeiro de 2022.

Todas as empresas envolvidas na operação, porém, têm o mesmo dono. O conglomerado francês Casino é proprietário do Assaí e do Grupo Pão de Açúcar, embora as operações das companhias sejam separadas.

Com a venda, a Casino pretende atingir alguns objetivos. O primeiro é a extinção dos hipermercados Extra, cujo modelo de negócios tem sido pouco rentável nos últimos anos. Não é um problema exclusivo da marca: no começo deste ano, o Walmart vendeu suas operações no Brasil para o Carrefour.

Para além disso, a marca Assaí deve ser expandida para regiões mais centrais das cidades, locais em que ainda possui pouca penetração. Uma das dificuldades de levar a rede para estas áreas era a baixa disponibilidade de imóveis com estrutura capaz de receber o tamanho dos estabelecimentos. Com a conversão das lojas Extra, este problema será atenuado.

Também se pretende ampliar o faturamento das lojas. Somando as 71 unidades, o Extra rende aproximadamente R$ 8,9 bilhões anuais. A expectativa do Assaí é que, com a mudança no modelo de operação, o valor quase triplique, passando a R$ 25 bilhões. Contando a aquisição do Extra, as atuais lojas Assaí, novas unidades e expansão do mercado, a projeção é um faturamento anual de R$ 100 bilhões até 2024.

O ator José de Abreu disse nesta quinta-feira (14) que pretende abandonar sua carreira artística para priorizar uma eventual candidatura a deputado federal nas eleições de 2022. Filiado ao PT, afirmou que oferecerá apoio ao ex-presidente Lula para a presidência e ao deputado Marcelo Freixo para governador do Rio. As informações são do Poder 360 com base na Folha de S. Paulo.

“A junção de Lula e Freixo é irresistível” disse José, em entrevista para a Folha de S.Paulo. “Vou abrir mão da minha carreira, do que eu mais amo fazer, que é representar, para ajudar o Lula a reconstruir o Brasil e o Freixo a reconstruir o Rio de Janeiro”.

O ator afirmou que Lula não reagiu bem a sua decisão de tentar uma vida política.

“Ele acha que hoje, como ator da TV Globo, eu calço 47 [em influência]. Se for deputado, vou calçar 33, pois serei do baixo clero do Congresso [como será um entre 513 congressistas]”.

Requerimento exigindo que a sabatina de André Mendonça seja marcada já tem a assinatura da maioria dos titulares da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) até esta 5ª feira (14.out.2021), segundo apurou o Poder360. O número deve aumentar.

São 17 assinaturas de titulares e outras 15 de suplentes. A CCJ tem 27 integrantes e o mesmo número de suplentes. Mendonça é ex-advogado-geral da União e foi indicado ao STF (Supremo Tribunal Federal) por Jair Bolsonaro, mas o presidente da comissão, Davi Alcolumbre (DEM-AP), segura a sabatina há 93 dias.

Por conta da demora, o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), protocolou o requerimento exigindo que a sabatina seja pautada. Qualquer senador pode apresentar um requerimento, que pode ou não ser acolhido pelo presidente da comissão.

Os senadores signatários, entretanto, acreditam que ele tem validade automática quando há maioria absoluta do colegiado apoiando a iniciativa, que seria o caso. O Caso seria inédito e por isso aberto a interpretações regimentais e judiciais.

Ainda assim, em último caso, cabe ao presidente da comissão, na prática, acatar ou não. Desta forma, o documento serviria mais como pressão para que a sabatina seja questionada na justiça ou levada diretamente ao plenário do Senado.

O Poder360 apurou que a expectativa é que o requerimento surta efeito em levar mais atores políticos a intercederem junto a Alcolumbre para que a situação seja resolvida, como o próprio presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

Mendonça teria os votos necessários para ser aprovado tanto na CCJ quanto no plenário da Casa. Alcolumbre estaria aguardando o fim da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, marcado para 20 de outubro, para tentar uma última investida contra Mendonça.

Tentaria conversar com senadores do MDB que estão envolvidos com a comissão para se aliarem a ele contra o ex-AGU. Caso essa cartada também falhe, marcaria a sabatina para o começo de novembro.

Eis a lista dos senadores que assinaram o documento até 14 de outubro:

Titulares

1. Sen. Fernando Bezerra (MDB-PE)
2. Sen. Simone Tebet (MDB-MS)
3. Sen. Esperidião Amim (PP-SC)
4. Sen. Plínio Valério (PSDB-AM)
5. Sen. Marcos do Val (Podemos-ES)
6. Sen. Lucas Barreto (PSD-AP)
7. Sen. Vanderlan Cardoso (PSD-GO)
8. Sen. Jorge Kajuru (Podemos-GO)
9. Sen. Oriovisto (Podemos-PR)
10. Sen. Soraya Thronicke (PSL-MS)
11. Sen. Telmário Mota (Pros-RR)
12. Sen. Eliziane Gama (Cidadania-MA)
13. Sen. Mecias de Jesus (Republicanos-RR)
14. Sen. Jorginho Mello (PL-SC)
15. Sen. Eliane Nogueira (PP-PI)
16. Sen. Tasso Jereissati (PSDB-CE)
17. Sen. Omar Aziz (PSD-AM)

Suplentes

1. Sen. Alessandro Vieira (Cidadania-SE)
2. Sen. Alvaro Dias (Podemos-PR)
3. Sen. Eduardo Gomes (MDB-TO)
4. Sen. Lasier Martins (Podemos-RS)
5. Sen. Luiz do Carmo (MDB-GO)
6. Sen. Rose de Freitas (MDB-ES)
7. Sen. Eduardo Girão (Podemos-CE)
8. Sen. Sérgio Petecão (PSD-AC)
9. Sen. Márcio Bittar (MDB-AC)
10. Sen. Zequinha Marinho (PSC-PA)
11. Sen. Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ)
12. Sen. Luiz Carlos Heinze (PP-RS)
13. Sen. Roberto Rocha (PSDB-MA)
14. Sen. Carlos Viana (PSD-MG)
15. Sen. Carlos Portinho (PL-RJ)

Alcolumbre segura sabatina por 3 meses
São 3 meses desde que o nome do ex-AGU foi indicado ao Senado Federal para uma vaga no STF até a sabatina na comissão de Constituição e Justiça. Nos últimos 10 anos, Teori Zavascki foi o 2º que mais esperou para ser avaliado pelo colegiado 37 dias.

Alcolumbre não fala em público, mas todos os seus assessores dizem que o senador deseja derrotar Jair Bolsonaro na indicação de André Mendonça. Segundo apurou o Poder360, o amapaense afirma ter votos suficientes para rejeitar o nome do Planalto na CCJ.

E não responde, entretanto, quando indagado sobre a razão pela demora em marcar a sabatina. Se tem votos suficientes para derrotar o indicado por Bolsonaro, poderia marcar a sabatina e encerrar o assunto. O Poder360 apurou que o senador pelo Amapá sabe que hoje as chances de Mendonça vencer são maiores que as de ser derrotado.

Poder 360

Quatro assaltantes morreram na noite desta quinta-feira (14), após um confronto com policiais militares, em uma estrada de terra, na cidade de Extremoz. O bando realizou um assalto a uma residência na cidade de Ceará-Mirim momentos antes roubando um veículo e vários pertences das vítimas, mas o crime foi informado para a polícia através do número 190. Após uma perseguição e intensa troca de tiros os indivíduos capotaram o carro. De acordo com a equipe que participou da ação quatro foram baleados e socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. O carro foi recuperado.

Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE

O Ministério Público Eleitoral afirma, em petição de 55 páginas (veja aqui) obtida pela CNN, que devem ser julgadas improcedentes as ações de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o MPF, não existem ilícitos da conduta descrita pelo Partido dos Trabalhadores nas ações, que acusam a chapa de Jair Bolsonaro de abuso de poder econômico e utilização indevida dos meios de comunicação por disparos em massa no WhatsApp.

“Em síntese, ante o conjunto probatório dos autos, conclui-se pela não comprovação da gravidade dos ilícitos narrados em grau apto para viciar substancialmente a legitimidade e a normalidade das eleições, o que inviabiliza o pedido de cassação do diploma. Do mesmo modo, porque não existem elementos concretos sólidos caracterizadores da participação ou da anuência dos candidatos representados nos atos abusivos, não prospera a declaração de inelegibilidade postulada.” A ação é assinada por Paulo Gustavo Gonet Branco, vice-procurador-geral eleitoral.

CNN Brasil

Duas pessoas trocaram tiros com policiais militares na Zona Leste de Natal. A ação aconteceu nesta quinta-feira (14), no bairro de Mãe Luiza.

Uma equipe da Força Tática abordava passageiros de um carro de passeio quando dois homens em uma moto desobedeceram a ordem de parar. Os indivíduos ainda atiraram em direção a guarnição e um deles acabou baleado.

Segundo os agentes, o homem foi levado ao pronto-socorro Clóvis Sarinho, mas não resistiu e veio a óbito. Com ele os policiais encontraram um revólver calibre 38 e dinheiro, o comparsa do homem conseguiu fugir.

Com informações de Portal B.O.

A Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte aprovou, nesta quinta-feira (14), a quebra dos sigilos telefônico, telemático, bancário e fiscal do secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Eduardo Gabas. O requerimento do presidente da CPI, deputado Kelps Lima (Solidariedade), foi aprovado à unanimidade pelos membros presentes: Francisco do PT, que é o relator, Gustavo Carvalho (PSDB) e Ubaldo Fernandes (PL), suplente do deputado George Soares (PL) na comissão.

Durante a reunião, o deputado Kelps Lima apresentou o requerimento, mas disse que os dados que justificavam a quebra do sigilo das informações são confidenciais e somente os parlamentares terão acesso, assim como aos dados que forem repassados à CPI pelas instituições. O período dos dados que serão solicitados também não foram expostos pela CPI, que vai oficiar as instituições devidas para que as informações sejam repassadas à comissão.

O secretário-executivo foi convocado pela CPI da Covid na condição de investigado e permaneceu em silêncio durante o depoimento, no dia 6 de outubro, sendo liberado pelos parlamentares após informar que não responderia a nenhuma das perguntas. A Justiça do Rio Grande do Norte havia concedido habeas corpus para que Carlos Gabas não precisasse responder aos questionamentos dos parlamentares.

Depoimentos

Ainda na reunião, os deputados ouviram mais dois depoimentos sobre contratos investigados pela CPI. O ex-subcoordenador de Serviços Gerais da Sesap Carlos Thomas Araújo da Silva falou sobre o processo de busca para a contratação de empresa do Piauí para realização de inquérito sorológico. Além dele, que falou como testemunha, a CPI ouviu na condição de convidado Angelo Giuseppe Roncalli da Costa Oliveira, servidor da PPGScol/UFRN, que participou da discussão sobre a necessidade do inquérito.

Ambos responderam a questionamentos dos parlamentares, principalmente, sobre os motivos pelos quais o inquérito precisou ser realizado, sobre como foi a escolha da empresa, os motivos pelos quais as empresas de pesquisa do Rio Grande do Norte não foram contatadas e se a não realização de parte dos testes necessários prejudicou a pesquisa.

Está sob investigação da Polícia Civil e do Serviço de Verificação da Óbito(SVO) a morte de uma bebê de seis meses de vida na cidade de Jucurutu, no interior do Rio Grande do Norte.

Polícia Civil trabalha com hipótese de morte por asfixia, após relato do pai.

À polícia, o pai disse ter acordado e sentido falta da criança, e em seguida a viu enrolada sob lençóis com um dos panos sobre boca e nariz.

A Polícia Militar, então, solicitou presença do delegado da Delegacia de Plantão de Caicó.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil do RN.

Com informações do Portal da 98 FM

Fonte: Portal Grande Ponto