abril, 2024 - Informativo Atitude

Arquivos

O Dr. André Dantas, advogado de defesa do suspeito de matar a Psicóloga Fabiana Maia Veras, afirmou em entrevista ao programa Tá na Hora RN da TV Ponta Negra nessa quarta-feira (24) que o servidor do TJRN está afastado com laudos psiquiátricos desde o ano passado.

“Existem comprovadamente atestados que demonstram a incapacidade mental dele e isso será apresentado no momento adequado”, afirmou o advogado.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou que não há elementos concretos que indiquem que o ex-presidente Jair Bolsonaro, ao se hospedar por duas noites na embaixada da Hungria, em Brasília, buscava asilo diplomático para, posteriormente, fugir do país.

A notícia é do G1 e é destaque no Jornal das 6. Essa ação específica visava apurar se Bolsonaro, investigado em inquéritos no STF, descumpriu medidas cautelares, como a proibição de deixar o país. Moraes entendeu que não e arquivou a ação. O ministro manteve manteve as medidas cautelares impostas a Bolsonaro.

“Não há elementos concretos que indiquem – efetivamente – que o investigado pretendia a obtenção de asilo diplomático para evadir-se do país e, consequentemente, prejudicar a investigação criminal em andamento”, escreveu o ministro.

Reportagem do jornal norte-americano “The New York Times” mostrou vídeos de Bolsonaro chegando à embaixada. Ele ficou lá entre os dias 12 e 14 de fevereiro, depois de ter sido alvo de operação da Polícia Federal sobre suposta tentativa de golpe de Estado no dia 8 daquele mês.

A estadia levantou suspeitas de que o ex-presidente poderia estar visando se proteger de investigações policiais, já que o território de uma embaixada é da soberania do país que ela representa, e não pode ser alvo de batidas de autoridades.

Para o ministro, não há indícios claros de que essa foi a intenção de Bolsonaro. Moraes também afirmou que, ao ir pra embaixada da Hungria, o ex-presidente não descumpriu a ordem de não deixar o país.

“Os locais das missões diplomáticas, embora tenham proteção especial, nos termos do art. 22 da Convenção de Viena sobre relações diplomáticas, promulgada através do Decreto nº 56.435/1965, não são considerados extensão de território estrangeiro, razão pela qual não se vislumbra, neste caso, qualquer violação a medida cautelar de proibição de se ausentar do país”, continuou o ministro.

O assassinato da psicóloga Fabiana Maia Veras, ocorrido nesta terça-feira (24), pode ter ocorrido pela relação dela com uma namorada do servidor do Tribunal de Justiça, João Carvalho. Fabiana teria influenciado a amiga a terminar a relação com o funcionário do Judiciário Potiguar. A informação foi divulgada no Rádio Patrulha, da 96 FM, pelo repórter Jeferson Nascimento.

Segundo o repórter, a namorada de João Carvalho seria paciente da psicóloga. Mas essa informação não está confirmada. Gustavo Negreiros, do Jornal das 6, cita que elas seria apenas amigas, mas muito próximas. Por isso, a influência “decisiva” no término da relação. De qualquer forma, de fato, a Polícia Civil aponta que foi um “crime passional”.

João Carvalho foi preso em flagrante pela Polícia Civil do RN, quando chegava a sua residência no bairro de Nova Descoberta, zona Sul de Natal. Ele estava num carro modelo Audi, quando foi abordado pelos policiais civis. Ele teria confessado o assassinato assim que foi abordado.

Com o suspeito, a Polícia Civil encontrou roupas, lenços, máscaras e até as luvas que ele teria usado no crime. Haveria também uma pistola, faca e dois itens conhecidos como “soco inglês”.

Em jogada ensaiada com o Palácio do Planalto, o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), adiou a sessão desta quarta-feira (24) que deveria apreciar os vetos do presidente Lula.

Entre as dores de cabeça do governo federal está a negociação para mantero veto às emendas parlamentares. O governo tem se desdobrado para manter ao menos parcialmente o veto e limitar o recurso em até R$3,6 bilhões.

Líder de Lula no Congresso, Randolfe Rodrigues (sem partido-AP); líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA); e líder na Câmara, José Guimarães (PT-CE) atuam dia e noite para atenuar a derrota do governo. Ao menos a negociação para manter o veto às emendas, hoje, subiu no telhado.

Alinhadíssimo ao governo Lula, Pacheco acatou o pedido do palácio para adiar a sessão, que deveria ter início na noite desta quarta. Com o cancelamento, a expectativa é que o Congresso volte a se reunir na segunda semana de maio.

Diário do Poder

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

Os deputados federais Nikolas Ferreira (PL-MG) e Gustavo Gayer (PL-GO) criticaram a atuação do presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), nos casos que apontaram como “abusos de autoridade” do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Nikolas pediu desculpas ao eleitorado de Minas Gerais, estado pelo qual Pacheco foi eleito senador e disparou: “O que está acontecendo hoje é culpa da omissão, da frouxidão e da covardia de um homem chamado Rodrigo Pacheco. Eu sei a consequência de ter homens fracos em locais de posições fortes”.

As falas do deputado ocorreram em coletiva de imprensa na Câmara nesta quarta-feira (24), onde parlamentares de oposição apontaram que diversos deputados e senadores são alvos de inquéritos e processos “ilegais, sigilosos e clandestinos” de Moraes no caso Twitter Files.

Presente na coletiva, o deputado federal Gustavo Gayer (PL-GO) também chamou Pacheco de “covarde” ao mencionar a atuação do presidente do Senado sobre os inquéritos e defendeu a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) d0 Abuso de Autoridades.

“Já que Rodrigo Pacheco é mole, é um covarde e não tem coragem de agir para defender o país em que seus filhos moram, vamos mobilizar e pedir a instalação da CPI do Abuso de Autoridades”, destacou o deputado.

Diário do Poder

 

Não é de hoje que o blog denuncia o descaso do governo estadual com a falta de medicamentos na Unicat e prejudicando o tratamento de centenas de pessoas em todo o estado.

Mais alarmante ainda é o dado que a cada dez medicamentos, quatro estão indisponíveis na rede pública de saúde do Rio Grande do Norte.

A informação é de um levantamento da Tribuna do Norte e mostra que o “Estado registra uma taxa média de 40,4% de desabastecimento na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat), na capital, e nas unidades descentralizadas (CEAFs), localizadas no bairro Alecrim, também em Natal, e nos Municípios de Mossoró e Caicó”.

Para se ter uma ideia disso, Na sede da Unicat, faltam 74 dos 199 medicamentos fornecidos à população, ou seja, 37,1% de escassez.

Faltam medicamentos para tratar hipertensão, diabetes, lúpus, psoríase, asma, entre outros. Ao todo, cerca de 40 mil pessoas têm cadastro ativo no Estado.

Será que o Ministério Público ainda vai continuar sem uma ação efetiva contra esse descaso do governo e irresponsabilidade contra o cidadão?

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

A Justiça de São Paulo determinou novas medidas protetivas para Natália Schincariol, ex-esposa do filho do presidente Lula (PT), Luís Cláudio Lula da Silva, acusado de espancar a ex-mulher.

Luís Cláudio agora está proibido de divulgar qualquer conteúdo sobre Natália. A decisão veio após a vítima alegar que o filho do petista descumpriu uma medida protetiva anterior, compartilhando um vídeo que ela considerou ofensivo.

Natália argumentou que o vídeo compartilhado por Luís Cláudio continha palavras depreciativas, afetando sua honra e integridade moral.

No vídeo em questão, uma apresentadora de notícias online criticou a aparência de Natália e insinuou motivações financeiras por trás de suas ações.

Luís Cláudio endossou o vídeo com o comentário “sábias palavras”, o que Natália interpretou como violência psicológica e verbal. Ela relatou ter sofrido intensamente e precisado de hospitalização devido ao episódio.

Em março, Natália registrou um boletim de ocorrência contra Luís Cláudio por violência doméstica, alegando ter sido fisicamente agredida e constantemente insultada.

A vítima disse que não denunciou antes por medo de retaliação. Luís Cláudio negou as acusações classificando-as como caluniosas e difamatórias.

Natália relatou à polícia que as agressões a deixaram traumatizada, forçando-a a se afastar do trabalho e a buscar tratamento médico para crises de ansiedade.

A ex-esposa do filho de Lula também mencionou ter sido alvo de ofensas contínuas por parte de Luís Cláudio, que teria ameaçado desacreditá-la usando sua influência familiar.

Diário do Poder

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

Foto: REUTERS/Steve Marcus

O Google anunciou que vai proibir a veiculação de anúncios políticos no Brasil para as eleições municipais de 2024. De acordo com a empresa, a decisão se baseia na nova resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Nenhum conteúdo relacionado a candidatos políticos poderá ser veiculado no Google Ads, que é uma plataforma de publicidade online que permite aos anunciantes exibir anúncios em várias plataformas do Google, como pesquisa, sites parceiros e YouTube.

De acordo com a empresa, as propagandas vão parar de ser veiculadas no mês de maio.

“Para as eleições brasileiras deste ano, vamos atualizar nossa política de conteúdo político do Google Ads para não mais permitir a veiculação de anúncios políticos no país”, afirmou o Google em nota.

CNN Brasil

Foto: Reprodução

Condenado a 30 anos de prisão por matar a filha Isabella, Alexandre Nardoni, 46 anos, afirma que mantém o casamento com Anna Carolina Jatobá, alega ter bom convívio com a família e revela ter o plano de voltar a morar e trabalhar com o pai.

As informações constam no exame criminológico, obtido pelo Metrópoles, apresentado pela Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) na segunda-feira (23/4). A análise do perfil de Nardoni era uma exigência da Justiça paulista para avaliar se deve ou não autorizar a sua volta para as ruas. Ainda não há decisão.

Nardoni é condenado por matar a própria filha, Isabella, de apenas 5 anos, que foi agredida e jogada de uma janela, no sexto andar, de um prédio da zona norte de São Paulo, em 2008. Levado a júri popular, ele foi considerado culpado dois anos depois.

Na nova avaliação dos profissionais da SAP, Nardoni é considerado “lúcido”, “cooperativo”, “globalmente orientado” e não haveria “contraindicação psiquiátrica, neste momento, para a progressão penal”. Já o Ministério Público de São Paulo (MPSP), que quer mantê-lo atrás das grades, diz se tratar de um “criminoso atroz, cruel e desumano”.

Família
Preso desde a época do crime, o assassino de Isabella está no regime semiaberto, na Penitenciária Doutor José Augusto César Salgado, em Tremembé, no interior paulista, conhecida como a “Cadeia dos Famosos”. A defesa entrou com pedido de progressão de regime no início do mês.

Formado em direito, Nardoni passou por entrevistas com equipe multidisciplinar, em que falou da sua infância, do crime pelo qual foi condenado e da rotina no sistema penitenciário. A análise da psicóloga, o parecer social e o laudo psiquiátrico foram emitidos, respectivamente, nos dias 17, 19 e 22 de abril.

Nas sessões, o criminoso conta que mantém o relacionamento amoroso com Anna Carolina Jatobá, a madrasta de Isabella, também condenada pelo homicídio. Os dois começaram a namorar em 2003, se casaram em 2008 e tiveram dois filhos.

Metrópoles

Um jovem identificado como Carlos Henrique,19 anos, foi baleado e não resistiu aos ferimentos na noite desta segunda-feira (22), em Macaíba, após sofrer disparos de arma de fogo. O crime aconteceu em frente a Escola Estadual Dr. Severiano, no centro da cidade. Um outro estudante foi atingido pelos disparos.

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima foi atingida por dois suspeitos que estavam em uma motocicleta e efetuou os diversos disparos de arma de fogo. Haviam muitos alunos na frente da escola esperando pelo transporte escolar.

As vítimas foram levadas para Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas Carlos Henrique não resistiu e o outro jovem atingido não corre risco. A motivação e autoria do crime não foram divulgadas, o caso seguirá sendo investigado pela Polícia Civil.

Com informações do Novo Notícias

Continue lendo

Fonte: Portal Grande Ponto