Arquivos

Um confronto entre facções deixa moradores assustados na madruga deste domingo. Segundo informações os bandidos usaram um carro como escudo e iniciaram uma intensa troca de tiros.

As informações que chegam ao nosso site é que a Baixa teria invadido a Vila São José. O confronto aconteceu às 3 horas da manhã de hoje e de acordo com moradores foram usadas várias armas de diferentes calibres.

A PM chamou reforço, uma casa vazia nas imediações do colégio Mariluza teria sido incendiada.

O Corpo de Bombeiros foi acionado. Segundo relatos, tirando o pânico não houve mortos ou feridos.

Quer entender o engajamento do Macron com a Amazônia?

Vou te explicar, resumidamente.

A Europa vive, hoje, um socialismo “velado”: A “social democracia”. Altas cargas tributárias, muitos serviços “gratuitos” e uma montanha de subsídios, que não estatizam as propriedades, mas mantém os cidadãos absolutamente dependentes do Estado.

Um destes subsídios é para a produção rural, nos países integrantes do PAC (Política Agrícola Comum), do qual a França é o maior beneficiário.

São 10 BILHÕES DE EUROS, por ano, destinados a complementar a renda dos produtores rurais. Chegando, em alguns casos, a 40% do faturamento. Não são raras as propriedades onde o subsídio supera o lucro, após descontados os pesadíssimos impostos.

Desde 2016, com a vitória do Brexit, a União Européia prepara-se para perder vários bilhões de Euros, em receita, devido a saída do Reino Unido.

Uma das medidas, apresentada em maio de 2018, antes das eleições brasileiras, era a de CORTAR OS SUBSÍDIOS AGRÍCOLAS. Proposta que, de imediato, a França tratou como “inaceitável”.

Com a vitória de Bolsonaro e os novos tratados comerciais sendo rascunhados, entre Mercosul e União Européia, Macron se viu em um “mato sem cachorro”.

O Brasil é o maior gigante do agronegócio e, com uma política de acordos comerciais, considerando a taxa cambial, engolirá a produção francesa.

É como colocar um supermercado de bairro para concorrer com o Walmart.

Para “pregar a tampa do caixão”, Boris Johnson venceu as eleições no Reino Unido, com a promessa de que, até 31 de Outubro, sairá definitivamente da União Européia, ainda que de forma “selvagem”, e abrirá as fronteiras para além do comércio europeu.

Ou seja, a França está vendo a chegada de um concorrente peso-pesado, ao mesmo tempo que teve a certeza de uma perda de receita bilionária, que fará os recursos de subsídio minguarem, exatamente quando a demanda tende a aumentar.

Surge, então, um incêndio na Amazônia. Coisa absolutamente comum nesta época do ano e muito menor do que os já acontecidos em outras ocasiões.

Desta vez, porém, o governo brasileiro é de direita e a esquerda, inconformada com a perda do “trono”, começa a fazer o que sabe de melhor: BARULHO.

Foi a OPORTUNIDADE PERFEITA para o bem maquiado presidente francês começar a demonizar a política ambiental brasileira e, assim, pedir sanções que salvarão a sua pele.

No ímpeto de convencer os colegas de UE, recém “chutados” da NOSSA floresta, resolveu aumentar o tom e deu a entender “disposições bélicas” para “garantir a preservação” daquele “patrimônio da humanidade”.

Só esqueceu que a Alemanha já teve uma certa experiência do que acontece quando se enfia em território desconhecido e DUVIDO que, lembrando do inverno siberiano, tenha qualquer intenção de encarar o verão amazonense.

Macron está tão preocupado com o meio-ambiente quanto eu estou com a final do campeonato coreano de futebol de botão. O problema do presidente pó de arroz é o DINHEIRO que vai perder, competindo de igual para igual com o Brasil. Dinheiro, aliás, que ele NÃO TEM.

São as “belezas” do “Estado de Bem-Estar Social”.

“O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros” (THATCHER, Margaret)

Por Felipe Fiamenghi

A Associação Nacional de Membros do Ministério Público – MP Pró-Sociedade – protocolou na Procuradoria-Geral da República uma representação de 39 páginas pelo afastamento do sigilo bancário e fiscal de Dias Toffoli.

O grupo de procuradores aponta ilegalidades cometidas pelo atual presidente do Supremo Tribunal Federal na suspensão de todas as investigações do país baseadas em dados do Coaf, da Receita Federal e do Banco Central, extrapolando assim o atendimento do pedido de Flávio Bolsonaro relativo apenas ao caso do próprio senador; e também ilegalidades na abertura e nas decisões tomadas dentro do inquérito contra supostas fake news e ofensas a ministros do STF, incluindo a censura à revista Crusoé, o atropelo ao arquivamento promovido pela procuradora-geral Raquel Dodge e a suspensão de procedimentos investigatórios instaurados pela Receita relativos a 133 contribuintes, entre os quais a esposa de Toffoli.

O MP Pró-Sociedade pede a Dodge:

“A – A decretação da quebra do sigilo fiscal, nos termos do artigo 198, § 1o, inciso I, do Código Tributário Nacional, do Representado José Antônio Dias Toffoli, de sua esposa Roberta Maria Rangel, e do escritório de advocacia de propriedade desta última.”

“B – A decretação do afastamento do sigilo bancário de todas as contas de depósitos, contas de poupança, contas de investimento e outros bens, direitos e valores mantidos em Instituições Financeiras do Representado José Antônio Dias Toffoli, de sua esposa Roberta Maria Rangel, e do escritório de advocacia de propriedade desta última, no período de 01/01/2008 a 01/08/2019, sendo sugerido o prazo de 30 (trinta) dias, a contar da comunicação do Banco Central às instituições financeiras, para que estas cumpram a determinação.”

Jovem Pan

O blog Nossa Paraná informa que o motorista de uma HILUX, com placas de Tenente Ananias-RN, perdeu o controle do valante e atropelou várias pessoas.

De acordo com a notícia, ao menos 04 pessoas foram a óbito no local e outras foram socorridas para o Hospital Regional de Pau dos Ferros, na Região Oeste.

Informações ainda preliminares apontam que a Hilux vinha do Estado da Paraíba possivelmente em fuga. A polícia segue trabalhando no isolamento da área.

O dono do veículo é um empresário da região, que fugiu sem prestar socorro às vítimas. O celular do motorista ficou dentro da caminhonete e está com a polícia.

Do Blog Jair Sampaio

Oficialmente rebaixado, o ABC ainda aguarda o julgamento de uma ação contra o Treze no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para saber se permanece na Série C do Brasileirão ou se vai mesmo para a Série D no ano que vem.

Com término do campeonato, o ABC ficou com 18 pontos, um a menos que o Treze. Só que o ABC move uma ação contra o Treze pela suposta escalação irregular do atleta Breno Calixto e do treinador Celso Teixeira na partida contra o Confiança, em que o time paraibano venceu e rebaixou o time potiguar.

Caso o STJD julgue procedente a denúncia do ABC, o Galo de Campina Grande perde os pontos da partida e passa a ser rebaixado, garantindo a permancência do Mais Querido na Série C.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, autorizou hoje (24) o uso de efetivo da Força Nacional para apoiar o Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no combate ao desmatamento ilegal no Pará e em Rondônia. A autorização está em uma portaria assinada pelo ministro e terá validade até 31 de outubro. O efetivo que será usado na operação ainda não foi definido, segundo a pasta.

“O ministro da Justiça e Segurança Pública resolve autorizar o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, em caráter episódico e planejado, nas ações de combate ao desmatamento ilegal da floresta Amazônica, nos locais de alertas de desmatamento identificados pelo sistema DETER/INPE, no estado do Pará e no estado de Rondônia, em atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”, definiu a portaria que será publicada no Diário Oficial da União na segunda-feira (26).

Mais cedo, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse que a adesão dos governos locais é importante para que o trabalho do Executivo federal de combate a crimes ambientais e a incêndios florestais não se limite às áreas federais.

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que autoriza o emprego das Forças Armadas no combate aos incêndios na Floresta Amazônica. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) vale para áreas de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e outras áreas da Amazônia Legal.

Agência Brasil

Ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) foram alvos de 33 pedidos de impeachment nos últimos dez anos no Senado, segundo levantamento feito pela Folha, mas nenhuma das denúncias seguiu adiante.

Das três principais casas da Praça dos Três Poderes, em Brasília (Presidência, Congresso e STF), o Supremo é a única que nunca perdeu um integrante a partir de uma denúncia de crime comum ou de responsabilidade.

Policiais civis da Delegacia Municipal de Arez e da 6ª Delegacia de Polícia Regional (DRP) de Nova Cruz deram cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Jucenildo Belarmino Tomé. O mandado foi expedido pela Vara Única da Comarca de Arez. A prisão aconteceu no município de Arez.
Ele é apontado como principal suspeito do homicídio praticado contra a motorista de aplicativo Suetânia Santos do Nascimento, de 29 anos, ocorrido em agosto de 2017. De acordo com as investigações, a motivação do crime estaria possivelmente relacionada ao término do relacionamento existente entre a vítima e investigado, além de divergências em relação à propriedade de um veículo. “O investigado nega a prática do crime, mas há provas de que ele entrou em contato com a vítima momentos antes do fato. Ainda de acordo com os investigadores, a partir de depoimentos e outras provas, a polícia também conseguiu comprovar que ele esteve no local do crime”, ressaltou o delegado Wellington Guedes.
A motorista de aplicativo desapareceu na sexta-feira 11 de agosto de 2017. O corpo dela só foi encontrado carbonizado na segunda-feira (14), dentro do carro, também incendiado, em um canavial no município. O veículo foi identificado por meio do número do chassi. A identificação oficial do corpo como sendo de Suetânia Santos ocorreu um ano depois, através de exames de DNA.

Jucenildo Belarmino foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181. *Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS*

Aparentemente a motorista que vinha conduzido um carro Fiat modelo Siena, descendo pela rua Castelo Branco, tentou fazer uma conversão irregular na Rua Dr. Pedro Matos, mais conhecida como Rua da Aliança e acabou causando um grave acidente.

A mulher ainda tentou dizer que não viu a moto, quando questionada por populares que se revoltaram com a cena.

O jovem que pilotava a moto, foi jogado sobre o para-brisa do veículo e reclamava de fortes dores abdominais. A SAMU foi acionada assim como a Polícia de Trânsito.