FECHADO TUDO: Conselho Municipal de Saúde recomenda LOCKDOWN em Natal pela total falta de estrutura na rede municipal

O Sinsenat informou no final da noite desta quarta-feira que o Conselho Municipal de Saúde – Natal – se reuniu nesta quarta-feira (27) em caráter extraordinário para deliberar sobre o chamado “lockdown” ou isolamento social na capital potiguar. Desde a semana passada, o Conselho estava reunindo informações para nortear o posicionamento do colegiado. E na reunião desta quarta (27) deliberou, por ampla maioria, a adoção da medida extrema. O SINSENAT esteve representado na reunião e votou de forma favorável.

De acordo com a Presidenta do Conselho, Maria Dalva Horácio, a medida foi aprovada como estratégia urgente para enfrentar a pandemia na cidade, considerando a aceleração da curva de contaminação e a limitação estrutural da rede municipal de saúde. Nos últimos dias, há dificuldades de equipamentos e profissionais em todos os níveis da atenção de saúde, dificuldades que só aumentam com a redução da quarentena por parte da população e a falta de testes para aferir quem está contaminado, incluindo os profissionais de saúde.

A Presidenta do Conselho ressaltou ainda que foi uma decisão bem refletida e bastante debatida pelo Conselho. Além da decisão pelo isolamento social (“lockdown”), foi decidido também que o Poder Executivo promova campanhas educativas para a população sobre o combate à pandemia e importância do isolamento. O objetivo é tornar a propagação da doença minimamente administrável para garantir o acesso a saúde para todos que necessitem.

Com a aprovação, o Conselho Municipal de Saúde vai agora buscar o Prefeito e o Ministério Público para a efetivação das medidas.