Revelão: Cabral afirma que fusão Brasil Telecom/OI abasteceu conta de propina para Lula

                                                  Foto Reprodução do PT

Segundo a declaração de Sérgio Cabral enviada pelos advogados do ex-governador à Polícia Federal, a fusão entre a Brasil Telecom e a Oi abasteceu uma conta corrente de propina para Lula, informa Fabio Serapião em uma reportagem bombástica da Crusoé.

Segundo Cabral, Sérgio Andrade, sócio da Andrade Gutierrez, uma das controladoras da Oi, falou, durante uma reunião, sobre a existência da conta. Dela teriam saído valores destinados a compensar os repasses de R$ 30 milhões feitos às empresas de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, no âmbito de um contrato com a Secretaria de Educação do Rio.

Veja mais: Cabral diz que, a pedido de Lula, ajudou Lulinha a receber R$ 30 milhões, destaca reportagem

O ex-governador diz ter realizado a reunião com Andrade para confirmar a contratação de uma empresa ligada a Lulinha no curso de um contrato da Oi com a secretaria.

Mais cedo, a Crusoé noticiou que Cabral também revelou ter recebido um pedido de Lula para que favorecesse uma empresa de Lulinha. Segundo o ex-governador do Rio, o pedido de Lula resultou no repasse de R$ 30 milhões.

O Antagonista