Nova estátua de Iemanjá é criticada nas redes sociais: “Travecão ou um drag queen”

A nova estátua de Iemanjá, localizada na Praia do Meio, na Zona Leste de Natal, tem recebido críticas nas redes sociais. Natalenses opinam que a escultura ficou esteticamente “feia”, em comparação com a antiga estátua, que foi retirada do mesmo local no ano passado após vários episódios de depredação.

A escultura foi entregue pela Prefeitura do Natal no último domingo (2), quando foi celebrado o Dia de Iemanjá. Segundo a gestão municipal, a nova estátua tem 3,5 metros de altura, pesa 4 toneladas e é mais reforçada do que a anterior. O motivo da substituição foi dificultar a ação de vândalos que, por intolerância religiosa, danificavam o antigo patrimônio.

Para aumentar a segurança, além de trocar a estátua, a Prefeitura instalou câmeras no local, para flagrar eventuais atos de intolerância contra a imagem.

Iemanjá é reverenciada por cultos afrodescendentes, especialmente o candomblé e a umbanda, mas é cultuada por pessoas de diferentes crenças como a “rainha do mar”. A imagem que está instalada na Praia do Meio é, segundo a Prefeitura, a maior já confeccionada no Rio Grande do Norte.

Pelas redes sociais, a principal queixa é com relação ao rosto de Iemanjá, que foi retratado na escultura pelo artista Emanoel Câmara. Uma usuária chegou a escrever no Facebook que a nova versão da estátua ficou “muito feia” e que a mulher retratada na escultura lembrou um “travecão” ou um drag queen.

O nome dessa usuária, assim como dos demais internautas citados, será preservado.

AGORA RN