Mossoró: Ex-presidiário é encontrado morto com mãos amarradas e com tiro na cabeça nas Malvinas

Final da tarde desta quarta feira 08 de abril de 2020, a cidade de Mossoró, localizada na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um homicídio provocado por disparos de arma de fogo. O crime aconteceu na região do Conjunto Malvinas no Bairro Dom Jaime Câmara.

Um jovem de 22 anos de idade, identificado como Quenanias Barreto dos Santos, morador do bairro, foi raptado, levado para o mato e executado com um tiro na nuca. Antes de morrer a vítima teve as mãos amarradas para trás.

O corpo foi encontrado pela Polícia Militar, após receber  informações de moradores que relataram ter ouvido disparos de arma de fogo naquela região. Guarnições do 12º BPM foram para o local e ao se deparar com o corpo, isolaram o local e acionaram o Itep para perícia e recolhimento do cadáver.

A Polícia Civil acompanhou os procedimentos realizados pela equipe do Itep e deu início as investigações do crime. A perita criminal Emanuella Pinheiro, informou que só foi possível visualizar apenas um tiro transfixante na nuca, devido a existência de muito sangue na cabeça. No exame necroscópico no setor de medicinal legal, será possível identifica, caso haja, outros ferimentos.

De acordo com a Polícia Civil, Quenanias já esteve preso e respondia processos na justiça das comarcas de Ipanguassu, por crime de roubo majorado e de Mossoró, por posse ilegal de arma de fogo. Ainda de acordo com a Polícia Civil, ele era investigados em crimes de homicídios na cidade.

Após os procedimentos realizados pela equipe pericial, comandada pela perita Emanuella Pinheiro, o corpo de Quenanias foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal para ser examinado e depois liberado para os familiares. Esse foi o terceiro homicídio registrado em Mossoró, em menos de 24 horas.