Ministro Paulo Guedes: se não passar agora, reforma administrativa será bem mais dura - Informativo Atitude

Ministro Paulo Guedes: se não passar agora, reforma administrativa será bem mais dura

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (5/4) que, se a reforma administrativa não for aprovada no Congresso em curto prazo, ela será “mais dura” no futuro. Guedes participou, na tarde desta segunda, de uma live com a XP Investimentos para dialogar com agentes do mercado financeiro sobre as perspectivas econômicas diante da pandemia de Covid-19.

“Estamos colocando parâmetros parecidos com os do resto do mundo. Seria um erro muito grande atrasar essa reforma agora, porque quanto mais para o futuro a reforma administrativa ficar, mais dura ela vai ser. Se deixar para outro governo lá na frente, será muito mais dura”, afirmou.

O ministro insistiu não ser razoável que a reforma atinja direitos dos servidores que já estão na ativa. “Acho que as leis devem ser prospectivas e aplicadas daquele momento para frente”, ponderou.

Além disso, o ministro voltou a falar sobre a aprovação de reformas estruturais ainda neste ano. “Acho que o Congresso está pensando nesse tempo. A administrativa é candidata natural e mais fácil que a tributária. Mas seria muito bom ver as duas reformas aprovadas até fim do ano”, disse.

METRÓPOLES