Justiça: TJ determina que Amil mantenha credenciamento de hospital que trata crianças cardiopatas no RN


A entidade hospitalar arguiu que a operadora não respeitou os trâmites de descredenciamento elencados na lei e que não havia outro prestador para suprir os serviços

O Tribunal de Justiça determinou que Amil mantenha credenciado único prestador de crianças com doenças do coração no RN. (cardiopatia).

A 3ª câmara cível do TJ manteve decisão liminar da 18ª vara cível da comarca de Natal, onde um hospital da cidade teve o descredenciamento anunciado pelo plano.
A entidade hospitalar arguiu que a operadora não respeitou os trâmites de descredenciamento elencados na lei e que não havia outro prestador para suprir os serviços, sobretudo em crianças com cardiopatias, uma vez que o hospital “descredenciado” é o único que presta serviços de intervenção e cirurgia. Com a decisão, o plano deverá manter credenciado o prestador até o julgamento final da demanda.

Para a Advogada Larissa Freire, do Venceslau Carvalho Sociedade de Advocacia, que defende o hospital, a decisão traz tranquilidade aos usuários do plano que há décadas atua no hospital.

Justiça Potiguar