Exemplo: Estudante que usava wi-fi de açougue ganha notebook e internet em casa

O estudante William Marciel, de 13 anos, morador da pacata Hidrolândia, cidade que fica a cerca de 30 km de Goiânia, em Goiás, comoveu a web com a sua história de superação. Após a repercussão, o adolescente ganhou um notebook e a instalação de internet para estudar em casa.

Durante a pandemia do novo coronavírus, o jovem não permitiu que as dificuldades econômicas e sociais o impedissem de continuar os estudos e a busca por conhecimento. Para isso, o estudante passava algumas horas do seu dia sentado no banco de uma praça da cidade, estudando através do celular que adquiriu após vender latinhas.

De origem humilde, a família de William não tinha condições de manter internet em casa ou até de adquirir um computador para auxiliar nos estudos. O aluno do oitavo ano da Escola Estadual Ademar Alves de Souza chamou a atenção do açougueiro Marcos Paulo, que após notar a presença do menino no local, forneceu a senha do wi-fi do estabelecimento para que ele pudesse estudar.

Após a exibição da reportagem, o adolescente ganhou um notebook e uma empresa de tecnologia da cidade instalou internet na residência da família. Para a professora de matemática Rosana Batista, “o potencial dele vai elevar muito porque ele já era um aluno dedicado”.

Além disso, uma vaquinha virtual já arrecadou mais de R$ 50 mil reais para investir nos estudos e na construção de um quarto para o adolescente. Enquanto isso, a história de William continua sendo um exemplo de dedicação e persistência, que mostra como a educação é capaz de transformar vidas.