CPI DA COVID: Roberto Dias é liberado pelo Senado depois de ficar mais de 5 horas detido - Informativo Atitude

CPI DA COVID: Roberto Dias é liberado pelo Senado depois de ficar mais de 5 horas detido

O ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias foi liberado pela Polícia Legislativa do Senado depois de ficar detido por 5 horas. O presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), pediu a prisão de Dias sob a suspeita de este ter mentido em seu depoimento ao colegiado. Ele foi solto depois de pagar fiança de R$1.100, valor definido pela polícia legislativa.

Após duas horas de detenção, os senadores Marcos Rogério e Marcos do Val chegaram à delegacia do Senado. Eles não explicaram o motivo de terem ido ao encontro de Dias.

A voz de prisão pareceu ter sido desencadeada pela menção, pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), a áudios extraídos do celular do cabo da PM mineira e vendedor autônomo da Davati Medical Supply Luiz Paulo Dominghetti Pereira.

Questionado por alguns senadores ainda durante a sessão, Aziz não declarou, em nenhum momento, qual evidência concreta havia motivado a prisão em flagrante por perjúrio. Com informações do Poder 360.