Tartaruga resgatada coberta de óleo passa por limpeza e está saudável

A tartaruga da espécie Lepidochelys olivacea, resgatada em 23 de setembro coberta de óleo, está saudável e respondendo bem ao tratamento de recuperação. Ela foi limpa por biólogos, pesquisadores e veterinários do Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB) e do Aquário de Natal.

O animal foi resgatado na Praia da Redinha, em Natal, por pesquisadores do Aquário Natal. Ela estava com 100% do corpo coberto pela substância oleosa, que atingiu diversos pontos nos nove estados do Nordeste.

A tartaruga oliva passou por processo de despetrolização no Centro de Descontaminação de Fauna Oleada do Cetáceos. Após estabilização no aquário, entre 23 e 25 de setembro, ela foi transferida para a base do PCCB em Mossoró, Oeste potiguar.

Agora sob quadro estável de saúde, alimentando-se normalmente e submergindo na água sem dificuldades, os pesquisadores acreditam que em breve possam devolvê-la à natureza.

Segundo o médico veterinário Radan Elvis, ainda não é possível estimar um prazo para a soltura da tartaruga. Sem nenhum resquício de óleo e livre de intoxicação, ela está pronta para ser transferida à base de Areia Branca, onde ficará em observação até ser devolvida ao mar.

O Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), desenvolve estudos e ações de educação e conservação ambiental na região da Costa Branca do RN desde 1998.

OP9