Ministério da Defesa afirma que a América do Sul não é mais considerada uma “área livre” de conflitos

O Ministério da Defesa, em sua nova Política Nacional de Defesa (PND), afirma que a América do Sul não é mais considerada uma “área livre” de conflitos, informa o Estadão.

O documento, que será encaminhado ao Congresso na próxima semana, destaca a possibilidade de “tensões e crises” no continente.

O trecho sobre política externa do documento avalia “possíveis desdobramentos” de crises no regime de Nicolás Maduro em países vizinhos. Por isso, a Defesa afirma que é papel do Brasil “aprofundar laços” no continente.

“Não se pode desconsiderar tensões e crises no entorno estratégico, com possíveis desdobramentos para o Brasil, de modo que poderá ver-se motivado a contribuir para a solução de eventuais controvérsias ou mesmo para defender seus interesses.”

O Antagonista