Macaíba: Bastidores da Política em…Preocupado, Cerco e Reunião Vazada

REUNIÃO VAZADA

Edi do Posto da Maré ao lado de eventos do dias das crianças

Há alguns dias, aconteceu uma reunião com parte da oposição que compõe o cenário político de Macaíba. Mais uma vez o nome de Edi do Posto da Maré estava em pauta, e foi um dos assuntos mais debatidos durante toda a reunião.

REUNIÃO VAZADA II

Edi ao lado de Pai santo e João do Grude

Na mesma reunião, a oposição foi clara que existe hoje um desequilíbrio na balança eleitoral provocado pelo surgimento de Edi do Posto da Maré. “Ele é o único entre todos os candidatos que circula bem na situação ou na oposição”.

OS NÚMEROS QUE ASSUSTAM  

Edi ao lado de Jefferson Stanley

De acordo com nossa fonte, a reunião aconteceu devido a uma pesquisa que teria vazado da Assembleia. Os números assustaram a classe oposicionista que tenta a todo custo frear esse crescimento do “Pequeno Grande Homem”.

A UNIÃO DE TODOS ENTORNO DE UM ÚNICO NOME

Na mesma reunião, ficou claro que não haverá uma união coesa entre toda a oposição, parte dela pode realmente se unir, porém, não é uma união coesa, pois existe um grande choque de pensamentos que aumentam à medida que o tempo passa.

OUTRO DADO ASSUSTADOR

Os que mais estariam perdendo espaço de acordo com nossa fonte seriam o filho de Luizinho, Netinho França, a ex-prefeita Marília Dias e Bob Filho (Emídio Júnior).

ENQUETE CANCELADA

Após reunião, uma enquete que iria ao ar no início da semana passada foi imediatamente cancelada. Nela trazia um confronto direto entre Netinho e Edi do Posto da Maré.    

ENQUETE CANCELADA II

Temendo que o tiro saísse pela culatra e com medo que a enquete apresentasse uma distância muito pequena entre os dois pré-candidatos, a mesma foi imediatamente cancelada.

ENQUETE CANCELADA III

Todas as enquetes que estavam para ir ao ar com o nome de Edi contra qualquer pré-candidato oposicionista foram canceladas. Ficou claro para todos que enfrentar o “Pequeno Grande Homem” em um campo aberto não é algo seguro ou muito menos confortável para qualquer pré-candidato ao Executivo Municipal.

NÃO ACEITAM

Edi participa de evento evangélico ao Lado de Jefferson Stanley

Por não ser do meio político, alguns vereadores não aceitam o nome do Edi do Posto da Maré como pré-candidato ao Executivo Municipal. Essa resistência é vista por observadores como algo natural, pois, na visão de cada um, a chama da esperança de ser um prefeito ou prefeita permanece acesa.

CERCO

A oposição prepara um verdadeiro cerco contra Edi do Posto da Maré. Na verdade, todos querem atacá-lo, mas nenhum deles quer aparecer, porém, a ordem é uma só: tirar o baixinho da zona de conforto.

PREOCUPADO

Um ex-prefeito sentou com alguns colaboradores e, quando questionado sobre o cenário da política do seu município, ele respondeu: “A política é algo que não me canso de fazer, mas também é algo que assim como a vida não deixa de me surpreender. Acredito que todos nós não esperávamos o surgimento de uma nova pré-candidatura, que ao me ver, surgiu do nada, mas vem ganhando adeptos a cada dia”. Acredita-se que está fala preocupada do ex-prefeito faça referência a Edi do Posto da Maré.

O ILUMINADO PARA O EXECUTIVO

O poder da fé se manifesta mais uma vez em Denílson Gadelha, pois se sua pré-candidatura ao Executivo Municipal era algo improvável, hoje para muitos já não é mais. O nosso “Iluminado” vem deixando claro que é pré-candidatíssimo ao Executivo Municipal, seja na condição de vice ou de prefeito. Na foto abaixo, podemos ver vários discípulos que também apostam nessa ideia.

PERDENDO APOIOS

O Filho de Luizinho já começa a perder alguns apoios que conquistou ao longo de sua caminhada. De acordo com algumas pessoas ligadas ao mesmo, o clima de preocupação começa a ficar cada vez mais intenso para Netinho e sua equipe.

INDEPENDÊNCIA

No PSC Normando firma sua independência e declara que é pré-candidato ao Executivo Municipal para ganhar ou perder. Segundo boatos, alguns interlocutores procuraram o delegado para que o mesmo fechasse como vice, mas Normando teria deixado claro que sua ida para o PSC foi com a garantia que ele seria o titular em qualquer situação.