Foragido da Justiça do Rio de Janeiro é preso em restaurante no RN - Informativo Atitude

Foragido da Justiça do Rio de Janeiro é preso em restaurante no RN

Foto: Divulgação/PCRN

Policiais civis da Delegacia Municipal (DM) de Caicó, com apoio da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ), por meio da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), deram cumprimento, neste domingo (05), a mandado de prisão preventiva em desfavor de Igor Moreira Dantas, mais conhecido como “Gordinho”. O mandado, referente à suspeita da prática do crime de homicídio qualificado, foi expedido pela Vara de Execução Criminal do Rio de Janeiro. Ele, que foi preso em um restaurante em Caicó, é investigado por envolvimento em crimes graves no estado do Rio de Janeiro, tais como associação criminosa, roubo, extorsão, sequestro e homicídio.

Há meses, estava sendo procurado, em trabalho integrado da DM Caicó e da DHBF/PCRJ, suspeito de ter instalado residência na cidade de Caicó/RN, com o objetivo de esquivar-se da Justiça do Rio de Janeiro. No momento da abordagem, na carteira de Igor Moreira, os policiais civis encontraram um documento falso, que foi apreendido; será analisada a imputação do crime de uso de documento falso. Ele estava sendo monitorado pela Polícia Civil do RN; foi visto em eventos festivos e restaurantes da cidade de Caicó, na companhia de pessoas conhecidas da região. Os policiais civis, ao terem certeza de que se tratava do foragido da Justiça, promoveram a abordagem do suspeito.

Igor Moreira foi conduzido até a DM Caicó para, posteriormente, ser encaminhado ao sistema prisional e transferido para o Estado do Rio de Janeiro, onde permanecerá à disposição da Justiça. A DHBF prossegue com diligências para realizar as prisões dos demais foragidos. A Polícia Civil agradece o apoio da população e solicita que denúncias anônimas sejam realizadas pelo 181 ou no Disque Denúncia da DM Caicó: (84) 3421-6029.

Informações detalhadas pela PCRJ sobre o caso

Foragido da Justiça em Caicó

Por via terrestre, no dia 20 de dezembro de 2020, Igor fugiu do Rio de Janeiro em direção ao Nordeste. No início deste ano, chegou a ser monitorado, quando ocorreu a primeira tentativa de sua prisão, após a DHBF fornecer sua localização para a Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte (PCRN).

Crime no RJ

Segundo as investigações, no dia 08 de outubro de 2020, pouco antes das 22h00min, o veículo conduzido por Denner Dias Barcia Alves, com Igor Moreira no banco de carona e um terceiro suspeito no banco de trás, colidiram na bicicleta elétrica da vítima, Marcos Winicius Tome Coelho de Lima, na entrada da Urca/RJ. Na ocasião, os dois primeiros desceram armados, sequestrando Marcos Winicius. A investigação sinalizou que a vítima foi sequestrada na Urca e seguiram no sentido do Rio Comprido, próximo das comunidades do Turano, Fallet e Fogueteiro, onde permaneceram na região por cerca de vinte minutos. O corpo da vítima foi deixado no município de Nova Iguaçu, pouco antes das 02h00min, do dia 09 de outubro de 2020, conforme registro de câmeras de segurança.

Fonte: Portal Grande Ponto