Ex-presidente Lula consegue atrasar ainda mais processo contra ele no STF

O ex-presidente Lula ganhou mais uma no Supremo Tribunal Federal (STF). Hoje (4), pelo placar de 2 votos a 1 na segunda turma do STF, a defesa do petista conseguiu ampliar o acesso dele ao acordo de leniência da Odebrecht.

A consequência disso vai ser o atraso, ainda maior, do processo em que o ex-presidente é acusado de corrupção por receber prédio de R$ 12 milhões da construtora para sediar seu instituto. Será reaberto o prazo de alegações finais, última fase antes da sentença.

A vitória na Segunda Turma foi obtida com os votos de Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Edson Fachin votou pela manutenção de uma decisão do ano passado que dava a Lula acesso mais restrito ao acordo, relativo somente a documentos que o envolvem diretamente.