Diário de Guerra: ONU teme armas nucleares, e acordo de paz falha - Informativo Atitude

Diário de Guerra: ONU teme armas nucleares, e acordo de paz falha

O possível uso de armas nucleares na guerra na Ucrânia voltou a assombrar o mundo. A Organização das Nações Unidas (ONU) está monitorando o Exército russo e diz ter indícios de possível emprego desse tipo de arsenal.

O secretário-geral da entidade, Antonio Guterres (foto em destaque), classificou o movimento russo como um “desenvolvimento de arrepiar os ossos”. Guterres foi categórico: “A perspectiva de um conflito nuclear, antes impensável, agora está de volta ao campo da possibilidade”.

Terminou sem consenso mais uma reunião entre russos e ucranianos. A negociação de um cessar-fogo será retomada na terça-feira (15/3). O encontro acabou com uma “pausa técnica”.

Sirenes antiataques foram acionadas em Kiev, capital e coração do poder na Ucrânia, e em Lviv, uma das maiores cidades do país. A segunda-feira (14/3), 19º dia de guerra, teve uma escalada nos bombardeios, que tiveram início em 24 de fevereiro.