Dez advogados são presos por envolvimento com facção criminosa - Informativo Atitude

Dez advogados são presos por envolvimento com facção criminosa

Dez advogados já estão presos no Espírito Santo por envolvimento com facção criminosa. Na manhã desta sexta-feira, uma advogada, que estava sendo investigada por suspeita de passar informações entre detentos e os chefes de facções, se apresentou aos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Em seguida, Patrícia dos Santos Ferreira Cavalcanti foi levada para unidade prisional do estado.

No mês passado, o Ministério Público do Espírito Santo (MPES) realizou uma operação para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão na Grande Vitória e no Norte do estado. A Operação Armistício, que teve início em 2019, apura crimes de uma organização criminosa que contava com a participação de advogados. De acordo com o MPES, esses advogados usavam prerrogativas da profissão para garantir a comunicação das lideranças dessa facção que estavam presos com criminosos em liberdade ou foragidos do sistema prisional. Na ocasião, sete advogados foram presos.

Ainda segundo o MP, a partir de interceptações telefônicas e telemáticas foram encontradas provas de que ações como tráfico de drogas, aquisição e porte de armas e munições, assassinato de pessoas, queima de ônibus e outras ações violentas foram executadas por meio de comunicação exercida por advogados.

Durante a operação, cinco detentos da unidade de segurança máxima estadual foram transferidos após uma determinação judicial para o sistema prisional federal.

O Globo