Decisão pode beneficiar comércio de Natal

A Procuradoria-geral do Município de Natal apresentou uma petição no mandado de segurança conseguido pelo Carrefour, solicitando que a decisão do desembargador Amilcar Maia que permitiu o funcionamento do supermercado, autorize também a abertura de outros segmentos.

A ideia é que a Justiça oficie ao Comando da Polícia Militar para que aplique a mesma decisão para todo o comércio e não tenha mais necessidade de outras empresas também entrar com novos mandados de segurança sobre o mesmo assunto.