Após vice do Flamengo Rodolfo Landim desiste de presidir conselho da Petrobras - Informativo Atitude

Após vice do Flamengo Rodolfo Landim desiste de presidir conselho da Petrobras

Foto: Reprodução/Flamengo

O empresário Rodolfo Landim desistiu de ser indicado para o Conselho de Administração da Petrobras. Enviou uma carta para o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque. Publicou também uma nota oficial no site do Flamengo, clube do qual é presidente.

A indicação de Landim para o cargo era conhecida há algum tempo, mas foi formalizada apenas em 28 de março de 2022, junto com a nomeação também do economista e especialista em óleo gás Adriano Pires para ser o presidente da Petrobras.

Pesaram na decisão de Landim uma série de resistências internas da própria Petrobras. Houve muita pressão da estatal antes mesmo de ele ser confirmado como presidente do conselho (algo que aconteceria em 13 de abril).

Landim se viu pressionado por várias exigências internas da Petrobras a respeito de sua carreira e sentiu que havia uma forte pressão da corporação. Percebeu que seria muito difícil vencer resistências internas para tornar a companhia mais ágil e preparada para um saneamento visando à uma futura privatização.

A justificativa formal para desistir de ir para o Conselho de Administração da Petrobras foi sua atuação como presidente do Flamengo. Ele foi reeleito para mais um mandato de 3 anos no final de 2021. No sábado (2.abr.2022), o clube sofreu um revés ao empatar com o Fluminense por 1 a 1 e perder o título do campeonato estadual de futebol do Rio (na partida de ida o Fluminense havia vencido por 2 a 0).

Dirigindo-se ao torcedor, escreveu: “Resolvi abrir mão desta indicação [para ser conselheiro da Petrobras], concentrando todo meu tempo e dedicação para o ainda maior fortalecimento do nosso Flamengo”.

Poder360