AMÉRICAS: ONU: Erupção de vulcão em São Vicente e Granadinas força evacuação de 20 mil

Máscaras, insumos médicos e kits de testagem à Covid-19 já foram encaminhados ao arquipélago do Caribe

Erupção do vulcão La Soufrière em São Vicente e Granadinas, no Caribe, faz cerca de 20 mil pessoas evacuarem suas casas (Foto: Reprodução/UN News/NEMO)

Com a erupção do vulcão La Soufrière em São Vicente e Granadinas, no Caribe, cerca de 20 mil pessoas tiveram que deixar suas casas na parte norte da ilha principal.

No fim de semana, novas erupções levaram ao corte de energia elétrica e do fornecimento de água. Segundo agências de notícias, o local se assemelha a um campo de batalha.

O Serviço Nacional de Operações de Emergência do país caribenho afirmou que pode haver novas erupções. Uma das maiores preocupações é com o risco de contaminações com a Covid-19.

Organização Pan-Americana da Saúde está coordenando com o governo uma resposta imediata com o envio de 150 mil máscaras, equipamento de proteção, insumos médicos e kits de testagem ao arquipélago.

A Opas já forneceu 60 mil máscaras e 7 mil respiradores além de 6 mil uniformes para a equipe médica da Força de Defesa de Barbados, que está ajudando na resposta de emergência a São Vicente.

Cruzeiros 

A primeira erupção ocorreu na sexta-feira cobrindo a ilha com uma densa nuvem de fumaça assim como gases e emissões vulcânicas, com sinal de fortes atividades sísmicas.

Vários navios comerciais de cruzeiros estão ajudando na evacuação dos moradores de São Vicente para as nações vizinhas de Santa Lúcia, Granada, Barbados e Antígua.

O processo está sendo dificultado por causa da baixa visibilidade causada pelas cinzas do vulcão. Muitos foram levados para abrigos em áreas seguras de São Vicente e Granadinas.

Para evitar o risco de contaminação, os agentes de saúde estão aplicando a vacina contra a Covid e realizando testes antígenos. Antes da erupção, o país caribenho com 110 mil habitantes havia notificado 1.766 casos de Covid.

A Opas tem apenas dois funcionários no arquipélago e especialistas em saúde que trabalham como freelance em momentos de emergência. O vulcão La Soufrière em São Vicente estava em inatividade desde a década de 1970. Em 2020, porém, residentes de São Vicente relataram ruídos e algumas atividades.

Fonte: A Referência – Notícias Internacionais