Aumentar a alíquota da contribuição previdenciária de 11% para 14% só diminui o déficit previdenciária em 35%. Hoje, o rombo nas contas do governo é de R$ 130 milhões mês, com a reforma cai para uns R$ 85 milhões. Ou seja, a reforma será paliativa, pode durar uns 6 a 8 anos até a necessidade de outra reforma. Na nacional, isso ocorre em 10 anos.
Tudo por causa de um sistema viciado que aposenta servidores com 47/50 anos. O que é um absurdo.
No Brasil não fizeram a reforma necessária, aqui não será diferente. Vão só empurrar com a barriga algo que já entrou em colapso. O pior, os servidores que são contra hoje, serão as vítimas de amanhã, porque o Estado ficará inadimplentes com eles. Na verdade, o Estado já deve três meses de salários, a tendência é aumentar.
Ser contra a reforma de Fátima é dar um tiro no pé.
Antes que digam que me vendi, Fátima não tem preparo para administrar um carrinho de pipoca, vai fazer isso por pura necessidade de sobrevivência financeira do Estado e vai gastar o seu capital político. O erro dela foi ter mentido um ano, era para ter feito no 1° dia de governo.

 

Os servidores da Saúde de Natal começaram uma greve nesta segunda-feira, 2. De acordo com o sindicato que representa a categoria, a paralisação afeta todos os setores, com fechamento dos serviços de atenção básica e funcionamento parcial das unidades 24 horas, como as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e hospitais.

Segundo o sindicato, todas as unidades de saúde do município de Natal aderiram ao movimento grevista, decidido em assembleia na última quarta-feira, 27. Os médicos da rede pública municipal já estavam em greve desde o dia 19 de novembro.

Sobre as reivindicações, o sindicato afirma que a Prefeitura do Natal se nega a receber os representantes da categoria, a aplicar a lei da data-base de reajuste e a implementar direitos como os quinquênios, mudanças de nível, adicionais, gratificações e decisões judiciais que beneficiam os trabalhadores.

“Além das perdas econômicas, os servidores são obrigados a trabalhar em condições precárias e até improvisadas, sem medicações básicas, sob assédio moral e ameaçados pela violência urbana que adentra as unidades cotidianamente”, afirmou a entidade em nota.

Nesta segunda-feira, 2, servidores fizeram uma manifestação em frente à UPA de Cidade da Esperança, na Zona Oeste da cidade.

Segundo a Prefeitura de Natal, a administração municipal segue avaliando as reivindicações apresentadas por servidores da Saúde. “O prolongado e reconhecido quadro de dificuldades financeiras que atravessa o Poder Público em todo o Brasil, deixa o município do Natal sem margem para assumir novas despesas na área de pessoal, e obriga a aprofundar, até a última instância, a análise de toda e qualquer proposta que demande a aplicação de mais recursos à folha do funcionalismo. Agir de maneira distinta é colocar em risco o compromisso do pagamento de salários de todos os servidores”, afirmou em nota.

G1 RN

A água mineral natural tem preço reajustado a partir desta segunda-feira(02) em todo o estado do Rio Grande do Norte. O garrafão de 20 litros que custa para o consumidor final entre R$ 5 e R$ 7, com o reajuste, passa a custar entre R$ 5,50 e R$ 7,70, ou seja, uma elevação de cerca de 10%.

O motivo do aumento é o fato de os empresários da cadeia produtiva da água mineral não conseguirem absorver mais a subida dos salários dos funcionários e dos insumos, como energia elétrica, rótulos, tampas e lacres. Além disso, o setor ainda precisa enfrentar os altos custos do vasilhame produzido com material precificado em dólar, a moeda americana vem sofrendo reajustes exponenciais.

Em estados vizinhos o consumidor paga pelo garrafão valores bem mais elevados. Na Paraíba, por exemplo, o produto chega a custar R$ 10, e no Sudeste, em estados como São Paulo, o consumidor paga até R$ 18,00. Mais da metade da população potiguar consome água mineral natural em suas residências e em estabelecimentos comerciais.

O estado pode comemorar a alta qualidade da água mineral natural oferecida à população potiguar. São 22 fontes beneficiadoras em todo o RN que produzem cerca de 507 milhões de litros de água mineral natural engarrafada ao ano. O setor gera uma média de 10 mil empregos entre diretos e indiretos.

BLOG DO BG

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou a criação de três novos cursos de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que serão ofertados em Natal a partir de 2020. As oportunidades contemplam o mestrado profissional em Educação Especial, o mestrado acadêmico em Ciências Aplicadas à Saúde da Mulher e o doutorado profissional em Saúde da Família.

Vinculado ao Centro de Educação da UFRN (CE), o mestrado profissional em Educação Especial tem como objetivo formar e capacitar profissionais que atuam com pessoas com deficiências, altas habilidades e transtorno do espectro autista, as quais necessitam de apoio e serviços especializados para o acesso, permanência, participação e aprendizagem nos diversos contextos educacionais.

O mestrado acadêmico em Ciências Aplicadas à Saúde Da Mulher, por sua vez, é vinculado ao Centro de Ciências da Saúde (CCS) e sediado na Maternidade Escola Januário Cicco (MEJC), com o intuito de gerar produção de pesquisa qualificada para atuar na saúde da mulher em seus diversos aspectos, de maneira multidisciplinar.

Já o doutorado em Saúde da Família faz parte da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família (Renasf), sob coordenação da Fundação Oswaldo Cruz do Ceará (Fiocruz). A iniciativa, que constitui o primeiro doutorado profissional ofertado na UFRN, busca fomentar a pesquisa e o ensino do tema e áreas correlatas, a partir da produção de conhecimento e do desenvolvimento de atividades de ensino.

Segundo o pró-reitor de pós-graduação da UFRN, Rubens Maribondo, as conquistas são importantes para cobrir áreas que necessitavam ir além da graduação, com vistas ao seu fortalecimento e desenvolvimento. Com os três novos cursos, a UFRN expande para 95 programas e 134 cursos de pós-graduação, destes 43 doutorados.

Com informações da UFRN

Um jovem de 25 anos foi preso em Três Corações, cidade do Sul de Minas Gerais que fica a 287 km de Belo Horizonte, suspeito de planejar um ataque ao presidente Jair Bolsonaro. A prisão aconteceu na sexta-feira (29 de novembro), na mesma data em que o chefe de Governo participou da formatura de militares em uma unidade do Exército na cidade.

De acordo com a PM (Polícia Militar), o suspeito foi preso após publicar fotos e vídeos em uma rede social que “comprometiam a segurança nacional e ameaçava, ainda, com efeito, frustrar a solenidade”.

Em uma das fotos, o jovem aparece dentro do quartel do Exército e coloca a seguinte frase: “inicia-se aqui a sequência de histórias onde estou infiltrado na toca do lobo, melhor dizendo, Exército brasileiro”. Em outra gravação, o homem aparece lixando uma escova de dentes e coloca os dizeres: “preparando minha faca para o Bolsonaro e aqui era a regra da rua’”.

Após ser preso, P. V. S. R. F. D. disse à polícia que estava na unidade do Exército porque trabalha eventualmente na empresa que presta serviços de limpeza para o quartel. Segundo o boletim de ocorrência, o jovem confirmou as postagens, mas alegou que seriam “ironias”, já que não tem o mesmo posicionamento político do presidente Bolsonaro. O detido ainda destacou que não faz parte de nenhuma entidade de classe ou grupo político.

O suspeito foi levado para a Superintendência da Polícia Federal na cidade vizinha, Varginha. Segundo a corporação, também foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e uma medida cautelar substitutiva de prisão sobre o assunto. A investigação, que analisa crime contra segurança nacional, segue em segredo de Justiça.

Procurada, a assessoria do Exército Brasileiro disse que não vai comentar o caso e afirmou que o pronunciamento oficial deverá partir da Presidência da República. O R7 fez contato com a GSI (Gerência de Segurança Institucional) da Presidência, mas aguarda retorno.

R7

Um avião de pequeno porte caiu na manhã desta segunda-feira (2) na Serra da Cantareira, na Zona Norte de São Paulo. Não se sabe a quantidade de pessoas que estavam na aeronave. O avião pode transportar até sete pessoas, incluindo o piloto.

A aeronave saiu de Jundiaí, no interior paulista, e ia pousar no Campo de Marte, na Zona Norte de São Paulo.

Oito equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas ao local, que é mata fechada e tem difícil acesso. Por isso, os socorristas tiveram que usar um helicóptero para chegar até lá e descer de rapel (técnica com uso de cordas).

“Recebemos um chamado da Aeronáutica, que percebeu uma falta de sinal de uma aeronave na região da Estrada da Roseira com a (Estrada da) Santa Inês”, disse o porta-voz do Corpo de Bombeiros, o capitão Marcos Palumbo.

G1

O Ministério da Saúde defendeu o resultado da avaliação de uma equipe de médicos da Universidade de São Paulo (USP) sobre o caso de reações adversas a vacinas contra HPV em jovens no Acre. Segundo os profissionais, os pacientes tiveram uma crise “psicogênica”, e não um problema em decorrência da substância aplicada na imunização.

A apresentação ocorreu nessa semana, em Rio Branco, e contou com a presença de representantes da Secretaria de Saúde, do Ministério Público e da Assembleia Legislativa do estado. Mais de 80 jovens apresentaram diversos sintomas após tomar a vacina, dando origem a suspeitas disseminadas em redes sociais.

A equipe de médicos da USP selecionou 12 jovens e observou-os para avaliar a condição médica. O diagnóstico não indicou qualquer reação à substância, mas o que definiram como “crise não-epilética psicogênica”. Os sintomas teriam emergido em razão de um conjunto de fatores, desde o receio em relação à própria vacina até condições socioeconômicas. A crise se espraiou entre as pessoas da região.

“Esta doença ocorre em razão de um conjunto de problemas psicossociais. O fator estressante emocional é a vacinação. Não apenas o ato da vacinação, mas a crença compartilhada por aquele grupo de que a vacina pode ser perigosa. Essa apreensão provoca nas pessoas que já são vulneráveis o surgimento dos sintomas, que são agravados por estímulos que vão reforçando a ocorrência das crises”, disse o médico da USP Renato Luiz Marchetti.

Segundo ele, essa reação já foi verificado em relação a outros tipos de vacina, como as para o vírus H1N1, malária e tétano. Nesses casos, houve também um espraiamento “a partir da crença compartilhado de que tem algo acontecendo”.

Marchetti disse ainda que se a vacina não foi a causadora, tampouco os pacientes fingiu a doença. Ele citou como elementos potencializadores da difusão das crises tanto o tratamento equivocado na rede de saúde como a difusão de conteúdos nas redes sociais.

“Alguns pacientes não tiveram problemas acolhidos adequadamente, receberam tratamentos incorretos. E houve o papel da rede social. Essas crises são suscetível à sugestionabilidade. As mães postaram as crises e divulgaram na Internet, expondo a outras crianças. E isso provoca o agravamento”, avaliou.

A consultora da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) Maria Teresa da Costa ressaltou que mais de US$ 300 milhões foram gastos em todo o mundo para examinar a eficácia da vacina contra o HPV, que atestaram o caráter seguro dela. Os eventos que ela pode produzir, acrescentou, são locais e de resolução espontânea, como dores, febre e mal estar localizados.

Costa destacou a importância da vacinação para prevenir a ocorrência do câncer de colo de útero. “Este câncer está matando mulheres e essa vacina protege em 100% para os tipos existentes. De concreto temos que o câncer mata e esta vacina previne e é importante ser imunizado jovem pois melhora a resposta”, defendeu a consultora.

Esclarecimento

O representante do Ministério da Saúde no evento, Júlio Groda, reforçou a análise da equipe médica e criticou a suspeição sobre o diagnóstico. Ele lembrou que o órgão possui um canal para fornecer esclarecimentos sobre notícias falsas acerca de temas sobre saúde.

OP9

O câncer de próstata é um tumor que afeta a glândula localizada abaixo da bexiga e que envolve a uretra, canal que liga a bexiga ao orifício externo do pênis. Trata-se do segundo tipo de câncer mais frequente entre os homens, sendo o câncer de pele o mais recorrente.

Na presença de qualquer sintoma, recomenda-se a realização de exames; no entanto, homens com mais de 50 anos devem fazer exames periodicamente, mesmo sem a presença de nenhum sinal da doença.

A doença somente é confirmada após fazer a biópsia, que é indicada ao encontrar alguma alteração no exame de sangue (PSA) ou no toque retal, realizado por médico especialista. A boa notícia é que, quando a doença é detectada em fase inicial, as chances de cura ultrapassam os 90%

“Esse é um tipo de câncer que tem comportamento variável, podendo ter baixa, intermediária ou alta agressividade; ele pode ainda estar localizado apenas na próstata, avançado localmente ou já espalhado em outros órgãos. O tratamento de cada paciente é baseado nesses e em outros fatores e é feito de maneira individualizada.

Quando conseguimos detectá-lo em fase inicial, temos a possibilidade de tratamentos menos agressivos e muito mais sucesso”, detalha o Glauco Guedes – médico urologista.

FATORES DE RISCO

Idade: a maioria dos pacientes com câncer de próstata têm mais de 50 anos de idade, sendo que cerca de dois terços têm mais de 65 anos. O risco aumenta conforme o homem fica com mais idade.

Histórico familiar: o risco é maior quando parentes como: pai, irmão, avós ou tios têm ou tiveram a doença, especialmente se eram jovens quando foram diagnosticados

Má alimentação e sedentarismo: uma dieta gordurosa, especialmente com gorduras de origem animal, pode contribuir com o risco; por outro lado, uma alimentação rica em legumes e frutas pode reduzir chance de ter a doença. A falta de atividades físicas regulares é outro agravante.

SINTOMAS

Normalmente, em estágios iniciais, o câncer de próstata não costuma apresentar sintomas e, por isso mesmo, as visitas regulares ao médico urologista são essenciais para um diagnóstico precoce. Alguns sintomas do câncer de próstata também são presentes em outras doenças, portanto somente um médico, depois de exames e biopsia, poderá definir um diagnóstico precisamente.
A seguir, alguns:
– urinar pouco de cada vez;
– urinar com mais frequência, especialmente à noite;
– dificuldade e dores ou ardência ao urinar;
– redução da força do jato urinário;
– sensação de esvaziamento incompleto da bexiga após urinar;
– demora para iniciar o ato de urinar;
– presença de sangue no sêmen ou na urina;
– ejaculação dolorosa.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico combina o exame de sangue e o exame de toque retal. O exame de sangue mede os níveis de PSA (antígeno prostático específico), e não elimina a necessidade do toque retal, através do qual o urologista pode sentir nódulos ou tecidos endurecidos.

Atenção, nenhum dos dois exames têm 100% de precisão. Por isso, o médico pode pedir outros exames, dependendo da idade e do estado de saúde do paciente.

Importante: os homens em geral devem iniciar a rotina de exames anuais aos 50 anos de idade. No entanto, aqueles que têm casos de câncer de próstata na família e os negros devem começar o acompanhamento médico um pouco mais cedo, aos 45 anos. Estudos mostram que pacientes negros têm maior incidência desse tipo de câncer em comparação a brancos ou amarelos.

TRATAMENTO

Como destacado anteriormente, trata-se de uma doença com grandes chances de cura, especialmente se detectada em seus estágios iniciais. Os pacientes, juntamente ao médico, podem escolher entre diferentes tratamentos, cada um com individualidades de benefícios, riscos e efeitos colaterais. O melhor tratamento para cada caso depende de diversos fatores, como idade, estado geral de saúde e a chance de cada tratamento curar o câncer.

Radioterapia, cirurgia, hormonioterapia e quimioterapia são exemplos de tratamentos. No caso das cirurgias, a robótica tem sido uma grande aliada.

“Ter a robótica como aliada em cirurgias de próstata é poder proporcionar aos pacientes benefícios maiores e riscos muito inferiores, se compararmos aos procedimentos tradicionais. Os robôs têm acessos a áreas que nós médicos não teríamos sem ajuda deles; nem mesmo a laparoscopia nos permitia tantos recursos. Somente os robôs têm visibilidade 3D dos tumores, a laparoscopia, por exemplo é 2D; ou seja, temos um avanço visual enorme com essa tecnologia. Isso é essencial no processo cirúrgico”, diz.

O trabalho com robótica na medicina já é uma realidade no Brasil; tal tecnologia tem salvado a vida de milhares de pessoas não só no Brasil, como no mundo todo. O médico Glauco Guedes destaca outras vantagens da cirurgia com o auxílio dos robôs.

“A precisão de um robô é milimétrica e muito mais precisa, os riscos de atingir áreas indesejadas ou ferir algum tecido são extremamente mais baixos. Tudo isso, sem contar os cortes menores, o que gera recuperação mais rápida e cicatrizes pequenas”, fala Dr. Glauco Guedes – médico que operou dezenas de pacientes usando a tecnologia robótica.

AGORA RN

 

Policiais militares da Força Tática do 4° Batalhão prenderam um homem, neste último sábado, (30), após um anúncio de “Green Friday” de drogas nas redes sociais. A prisão aconteceu na Zona Norte de Natal, após a denúncia. O objetivo era vender drogas por meio de um grupo de WhatsApp.

Com as informações do possível ponto de venda de drogas, os militares se deslocaram à rua Magé, no Conjunto Santa Catarina, quando visualizaram movimentações suspeitas na residência. Com a suspeita da ocorrência de tráfico de drogas no local, os militares realizaram uma abordagem a um suspeito que saía do imóvel com maconha.

Após buscas no imóvel, foram encontrados dois tabletes de maconha, duas balanças de precisão e embalagens para o acondicionamento de drogas, além de um revólver calibre 38 com seis munições intactas, e mais quatro simulacros de armas de fogo.

Na ação policial, quatro pessoas foram detidas e tiveram seus celulares apreendidos por suspeita de haver mensagens de comercialização das substâncias ilícitas em suas redes sociais.

AGORA RN

Jair Bolsonaro, em entrevista à rádio Itatiaia, disse que vai conversar com Donald Trump para tentar reverter a sobretaxa aos produtos brasileiros:

“Isso é munição para o pessoal opositor aqui no Brasil. Vou ligar para o presidente Trump, a economia deles é dezena de vezes maior do que a nossa. Não vejo isso como retaliação. Vou conversar com ele para ver se não nos penaliza com essa sobretaxa ao aço e alumínio. Tenho quase certeza de que ele vai nos atender.”