O primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, disse neste sábado que vai sugerir ao Congresso, na semana que vem, um projeto de lei para antecipar as eleições parlamentares no país.

O pronunciamento ocorreu após milhares de libaneses irem às ruas em protesto contra o atual governo.

“O povo tem o direito de estar furioso”, afirmou. “Estou disposto a assumir a responsabilidade por dois meses até que todas as partes cheguem a um acordo para a etapa seguinte. Na segunda-feira, recomendarei ao Gabinete a convocação de eleições antecipadas.”

Segundo as informações divulgadas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) na tarde desta sexta-feira (7/8), com mais 1.079 mortes, o Brasil chegou a 99.572 falecimentos em decorrência da Covid-19. Desde o começo da epidemia de coronavírus no Brasil, 2.962.442 pessoas foram contaminadas — nas últimas 24h, outros 50.230 receberam diagnósticos positivos para a doença.

Francisco Alisson de Oliveira foi preso pela Policia Militar na noite de quinta feira 06 de agosto de 2020, suspeito de tentar matar sua ex-companheira enforcada com uma corda.

A prisão dele aconteceu no Bairro Belo Horizonte em Mossoró no Oeste Potiguar. Segundo  a PM o acusado teria chegado na casa da ex-companheira tentando uma reconciliação e ao receber um não como resposta o mesmo, como diz na linguagem popular, perdeu a cabeça e tentou ceifar a vida da ex.

A mulher ainda chegou a ficar com a corda no pescoço, mas começou a gritar e ao ouvir os gritos de socorro a vizinhança chamou a Polícia Militar. Após ser preso Francisco Alisson foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de plantão no Alto São Manoel.

Lá ele foi autuado em flagrante, pelo delegado Paulo Pereira, por crime de tentativa de homícídio e encaminhado ao sistema prisional, onde ficará adisposição da justiça.

A Máquina de Vendas, controladora da varejista Ricardo Eletro, entrou com pedido de recuperação judicial nesta sexta-feira (7). A dívida é de R$ 4 bilhões.

Além disso, a controladora anunciou também o fechamento das suas mais de 600 lojas físicas ao redor do país, para apostar nos canais digitais, que, segundo a empresa, tiveram crescimento no período de 50 mil para 350 mil visitas diárias. Em Natal, são pelo menos três lojas físicas.

O pedido foi protocolado na 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. Além da varejista, a empresa é dona da Insinuante, Salfer, City Lar e EletroShopping.

“É sabido, por parte de todos os colabores, credores e fornecedores, o esforço que vinha sendo feito pela empresa para superar as crises anteriores. Havia um processo de retomada em curso, mesmo com a estrutura de capital ainda fragilizada, que foi interrompido por conta da pandemia de Covid-19”, diz nota da empresa.

O texto prossegue: “A Máquina de Vendas entende que está no caminho certo e vê a recuperação judicial como um momento transitório na jornada de reconstrução do seu negócio.”

A empresa alega que passou a enfrentar dificuldades no recebimento de produtos chineses com o início da pandemia na Ásia para, em seguida, sofrer com queima de caixa quando as medidas de isolamento social chegaram ao Brasil.

A aplicação retal de ozônio em pacientes de Covid-19, que provocou reação do Conselho Federal de Medicina e o surgimento de uma série de memes na internet, está prestes a ser testada em caráter experimental. O Instituto Alpha espera cumprir os últimos requisitos para obter recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e iniciar a pesquisa em 150 voluntários.

Segundo a médica Maria Emília Gadelha Serra, que lidera o instituto e preside a Sociedade Brasileira de Ozonioterapia Médica (SOBOM), todos os pacientes continuarão a receber o tratamento convencional da Covid-19, e a ozonoterapia será avaliada como terapia adicional.

– É um uso complementar, não é salvador da Pátria – diz Maria Emília.

O tratamento convencional inclui uso de corticóides, heparina (para evitar coagulação) e antibióticos para controle de infecções secundárias. Eventualmente, inclui cloroquina ou ivermectina, dependendo de cada médico e paciente.

O ozônio é utilizado para desinfecção de equipamentos hospitalares. O Conselho Federal de Medicina proíbe tratamentos com ozonioterapia, autorizando apenas pesquisas.

Maria Emília explica que há evidências de sucesso no uso de ozônio para cicatrização de feridas e dores crônicas de coluna e joelho. No caso da Covid-19, acredita que pode ajudar em diversas frentes, como aumentar liberação de oxigênio nos tecidos, deixar o sangue mais fluído e estimular a produção de interferons pelo sistema imunológico, ajudando a combater a proliferação do vírus no organismo.

Ela afirma que o ozônio foi bastante usado como bactericida antes do surgimento do antibiótico e, depois disso, caiu no ostracismo. Os infectados por Covid-19 que se voluntariarem a participar da pesquisa poderão ser submetidos a dois tipos de tratamento. Num deles o sangue do paciente é retirado, injetado numa bolsa de transfusão onde tem contato com oxigênio e ozônio, e depois reposto no organismo.O segundo tipo é por aplicação retal aliado a uma pequena auto hemoterapia: um pouco do sangue é retirado, passa pelo ozônio e depois é reaplicado no músculo, como uma injeção.

Maria Emília afirma que a oposição do Conselho Federal de Medicina dificulta a adoção do procedimento, já que são os médicos que autorizam tratamentos.

– O ozônio é a quarta molécula mais oxidante do planeta. Usado topicamente, explode bactérias ou vírus e tem aplicação industrial, na desinfecção de material e equipamentos médicos – afirma.

A médica afirma que achou absurda a reação nas redes sociais, devido à aplicação retal.

– É imaturidade emocional. Não se usa supositório? Não se faz colonoscopia? Então qual o problema de aplicar um gás medicinal pela via retal? O brasileiro quer fazer gracinha com tudo – diz ela.

Maria Emília compara a espessura do tubo de colonoscopia, usado para com o da ozonioterapia.

– O da colonoscopia é um tubo de 11 mm e dois metros de extensão. Qual a dificuldade de uma sonda de 3mm e que não chega a 20 centímetros de extensão?

Para a médica, a reação na internet ao tratamento é mero preconceito.

– Depois disso, a cloroquina será esquecida – brinca.

O uso de ozonioterapia por via retal no tratamento de pacientes de Covid-19 veio à tona quando o prefeito de Itajaí (SC), informou que ele estaria disponível na cidade. Como o tratamento é proibido pelo CFM para qualquer doença, a Prefeitura informou que iria se candidatar a uma pesquisa.

O Globo

Polícias Civil e Militar, durante operação em Macaíba, prende um foragido, apreende drogas e recupera um veículo roubado.

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba, com apoio do 11º Batalhão da Polícia Militar (BPM), deflagraram, na manhã desta sexta-feira (07),uma Operação nos municípios de Macaíba e Parnamirim. A ação teve como objetivo combater o tráfico de drogas e prender foragidos da Justiça.
As diligências foram iniciadas após o recebimento de informações que um grupo de criminosos que residia na rua Mar da Galileia, localizada no município de Parnamirim, teria sido expulso por integrantes de uma facção criminosa rival. De acordo com as investigações, os criminosos teriam se refugiado na região da Baixa, em Macaíba, onde outros integrantes da mesma facção residiam. Além disso, havia suspeita de que eles estavam planejando possíveis conflitos nas regiões de Parnamirim e Macaíba.


Durante a ação, os policiais civis e militares prenderam na região da Baixa, no centro de Macaíba, Francisco Adelson Bezerra da Silva, conhecido como “Tiquinho”, 34 anos. Segundo investigações, ele é integrante de uma facção criminosa e estava foragido da Justiça. Francisco Adelson é condenado pelo crime de roubo.
Uma mulher, 28 anos, que teve o companheiro recentemente morto nessa guerra de facções, foi flagrada com drogas, na mesma região. Com ela, os policiais apreenderam porções de maconha.
Além das prisões, os policiais recuperaram uma motocicleta YAMAHA XTZ 150 CROSSER Z, de cor azul. O veículo havia sido roubado por quatro homens que portavam armas de fogo, no dia 02 de agosto de 2020, no bairro Passagem de Areia, na Zona Rural de Parnamirim, sendo um dos suspeito, reconhecido por testemunhas, o preso Francisco Adelson Bezerra da Silva. A motocicleta foi localizada nesta sexta-feira (07), em uma casa abandonada no Beco do Angelim, na região da Baixa.


Francisco Adelson foi conduzido até a delegacia e encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça.

A Polícia Civil pede que a população continue enviando denúncias anônimas sobre crimes e foragidos da justiça pelos números 181 ou pelo 98114-4042 (Delegacia Municipal de Macaíba).

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou que não deve colocar para votar o projeto aprovado pelos senadores que limita em 30% ao ano os juros cobrados no cheque especial e no cartão de crédito em operações contratadas até o fim do ano.

Para Maia, uma intervenção do Congresso nesse sentido pode provocar efeito colateral em outras linhas, encarecendo e limitando o crédito para os consumidores. Na visão do presidente da Câmara, os bancos precisam encontrar de maneira rápida “soluções” para produtos tão “nocivos” aos clientes.

“Os bancos têm que criar novos produtos no lugar do cartão de crédito e do cheque especial. Não dá mais para a sociedade pagar essas taxas de juros. Mas as soluções não são de intervenção no mercado financeiro. As soluções têm que vir dos próprios bancos, que precisam entender que vão abrir mão de uma receita. Da mesma forma que a sociedade não aceita mais pagar impostos, ela não aceita mais pagar os juros do cheque especial e do cartão de crédito”, disse Maia, ressaltando que o projeto é daqueles que “tem cara boa, mas gera muitos problemas”.

Estadão

Atendendo diretriz publicada hoje pelo ministro Fernando Azevedo (Defesa), as Forças Armadas cancelaram, em todo o país, os desfiles militares de 7 de Setembro, Dia da Independência.

O objetivo é evitar aglomerações populares, que aumentam o risco de contágio pela Covid-19.

Portaria publicada hoje no Diário Oficial da União reconhece que “as condições atuais indicam que tal recomendação deva ainda vigorar durante o mês de setembro, abrangendo, assim, o período de celebração do 198º Aniversário da Proclamação da Independência do Brasil”.

Depois de esperar durante 6 dias pela transferência para um leito de Unidade de Terapia Intensiva, Maria Leonardo da Silva, de 74 anos, morreu na madrugada desta quinta (06) em Nova Cruz, no interior do RN. Ela estava internada no Hospital Monsenhor Pedro Moura, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que a deixou em estado grave e sedada na unidade. A equipe médica solicitou à Central de Regulação do estado uma vaga de UTI para a paciente, mas a transferência não ocorreu.
“É com o coração cheio de angústia e revolta que hoje, eu e a minha família avisamos que a minha tia faleceu. Ela não conseguiu o leito e todos os esforços que nós tivemos para conseguir o melhor atendimento pra ela, que ela conseguisse uma assistência, foi em vão. Ela resistiu muito, por seis dias, à espera desse leito que nunca chegava e não chegou. Veio a óbito nesta quinta-feira” lamentou Josilene Silva, sobrinha da idosa.
Nesta quinta-feira (6), 31 pessoas esperam na fila de UTI para pacientes que não têm diagnóstico de Covid-19 no Rio Grande do Norte, segundo a Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). São 5 a menos que na qurta (5), quando 36 pessoas estavam na lista. A maioria na capital, de acordo com a Central de Regulação da Sesap quando 20 pacientes estavam aguardando pela transferência.
Por outro lado, de acordo com o Regula RN, plataforma que acompanha a demanda de leitos para pacientes com diagnóstico de Covid-19, nesta quinta-feira (6) o estado conta com 131 leitos críticos disponíveis. A fila de espera está zerada, e a taxa de ocupação atual é de 53%. 3 pacientes com perfil de leito crítico estão aguardando a avaliação do prestador e 11 estão esperando transporte.
G1/RN