Categoria: Uncategorized

O ex-senador Garibaldi Filho, vice-presidente do MDB no RN, confirmou, na entrevista que nos concedeu no Jornal da Noite na 95MaisFM, que o ex-deputado Henrique Alves virou carta fora do baralho emedebista por causa da desavença com o atual presidente, o deputado Walter Alves.

Garibaldi reforçou o que o Blog sempre publicou: Walter não suporta Henrique e Henrique não suporta Walter e isso não é de agora.

A raiva de Walter vem desde que Henrique lhe prometeu à presidência do MDB caso se elegesse presidente da Câmara.

Se elegeu e não cumpriu com a promessa feita.

A raiva de Henrique é desde que Walter, que era deputado estadual, foi para a disputa de federal, dividindo votos do MDB.

Na entrevista, Garibaldi ressaltou que, como pai de Walter, fica ao lado do filho.

A partir deste domingo (10/11), os preços das apostas de oito modalidades lotéricasficarão mais caros. Segundo a Caixa Econômica Federal, o reajuste será feito, após quatro anos sem elevação dos preços.

Os novos valores foram autorizados pela Portaria nº 8.061 do Ministério da Economia, publicada no Diário Oficial da União no último dia 31 de outubro. O reajuste valerá para os sorteios que serão realizados a partir de segunda-feira (11/11). Os novos preços serão os mesmos em todos os canais de apostas.

As manifestações contrárias a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar prisão em segunda instância inconstitucional, levaram milhares de pessoas para a Avenida Paulista, em São Paulo e apenas algumas dezenas para o Farol da Barra, em Salvador.

No Rio de Janeiro, manifestantes foram até a frente da casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas também foram esvaziadas. Em Curitiba, manifestantes jogaram tomates em fotos dos ministros do STF.

Na capital paulista, próximo ao carro Nas Ruas, a imprensa registrou cartazes pedindo por intervenção militar. O Vem Pra Rua defendeu a aprovação das duas Propostas de Emenda à Constituição (PECs) que permite prisão em segunda instância e tramitam nas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara e do Senado.

A deputada Carla Zambelli esteve na manifestação na avenida paulista. Não há estimativas de público em São Paulo, mas nas imagens divulgadas pelos organizadores é possível perceber que houve grande adesão.

Foto: Agência Brasil

Um dia após ser solto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva subiu o tom ao discursar em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo, neste sábado (9), e foi ao confronto político. Em aproximadamente 40 minutos, o petista agradeceu o apoio da militância, atacou o governo federal e sugeriu que o Brasil siga o “exemplo do povo do Chile”, país que enfrenta violentos protestos que já resultaram em aproximadamente 20 mortes.

“A gente tem que seguir o exemplo do povo do Chile, do povo da Bolívia, a gente tem que resistir. Na verdade, atacar e não apenas se defender”, disse o ex-presidente.  O ex-presidente armou que o Chile é o modelo de país que o ministro da Economia, Paulo Guedes, quer construir no Brasil. “Governo deve explicar esse projeto econômico que vai empobrecer a sociedade brasileira”, disse. “A aposentadoria do Chile é o que Guedes quer implantar aqui”, armou.

O Antagonista

“Mesmo diante de toda essa tempestade, sua calma e determinação permanecem inabaláveis”

 

CERCA DE 40 DIAS ATRÁS NO ALTO COMANDO

 

Comando Geral: É notório que parte da câmara não aceita o nome de Edi nem como pré-candidato, e possivelmente não o aceite como candidato.

Lima: Concordo! Eu já sinto isso, mas como todo poder emana do povo, vamos deixar que esse mesmo povo faça sua escolha. Todos os pré-candidatos estão se mexendo. Netinho, Bob Filho, o Delegado e Marília, todos estão exercendo seu papel democrático neste exato momento. Ninguém quer impor uma candidatura, mas devemos ouvir a população e os recados constantes que ela vem dando não podem ser ignorados.

Comando Geral: (Risos). Todos vocês são sonhadores, mas fazer política exige muito mais do que mapear o campo do inimigo, embora devamos reconhecer que Edi cresceu, isso é nítido para todos nós. Porém, lembre-se que na teoria toda estratégia é vitoriosa, mas no campo de batalha a teoria não funciona com a mesma precisão que todos vocês pensam.

HOJE

Agora eu entendo com mais precisão tudo que vocês disseram naquela época, como também sinto que o nome Edi ganhou o respeito de todos vocês. Aquele que até pouco tempo era um desacreditado pela classe política, se tornou hoje um dos candidatos mais respeitados, até mesmo dentro da própria oposição. Não restam dúvidas que muitas barreiras se ergueram, pois, a caminhada ainda é longa e árdua, mas já começa a dar frutos que vem se multiplicando.

FALANDO COMO LÍDER

“O momento agora exige cada um de nós maturidade, calma e uma grande união.  Portanto  peço a todos que mantenham a paciência, pois como toda tempestade que chega de repente, essa também vai passar. Estamos bem ganhando terreno a cada dia, o que nós temos que fazer é apenas agradecer a Deus, por todas as vitorias que  tivemos até aqui. ” Edi do Posto da Maré.

ESTAMOS COM VOCÊ

Recentes acontecimentos capotaram mais ainda a candidatura do Pequeno Grande Homem, dezenas de pessoas que antes estavam com algum receio de declarar apoio ao seu nome, já estão pousando para foto com o baixinho.

ESTAMOS COM VOCÊ II

Empresários, Funcionários, líderes comunitários, além de diversos seguimentos, estão pousando para foto com Baixinho. Seja pessoalmente ou por telefone a mensagem é uma só: “Estamos com você, Edi. ”

AQUELE QUE SE DESTACA ENTRE A OPOSIÇÃO E SITUAÇÃO

Vários observadores já sentiram que Edi do Posto vem se destacando entre a oposição e situação, isso pode ser constatado em quase todas as mídias sociais, onde simpatizantes da oposição e situação elogiam a desenvoltura do Pequeno Grande Homem.

UM CANDIDATO DE CENTRO

As coisas caminham para que Edi seja um candidato de senso comum entre a oposição e situação, pois os extremos só existem hoje entre os pré-candidatos ao executivo, não entre seus simpatizantes.

DONA GRAÇA DE LAGOA DOS CAVALOS ESTÁ COM EDI

Edi do Posto ganha mais um apoio importante na Zona Rural, desta vez o apoio vem de Dona Graça, moradora e uma grande liderança da comunidade de Lagoa dos Cavalos. “Quero deixar bem claro que não estou sendo forçada a tirar essa foto, pois já faz algum tempo que sou simpática ao nome de Edi, após recentes acontecimentos, achei que já era hora de declarar esse apoio. Edi, Graça de Lagoa dos Cavalos está com você, não por uma imposição, estou com você pelo ser humano maravilhoso que você é.”, essas foram as palavras emocionadas de Dona Graça de Lagoa dos Cavalos.

OS NÚMEROS QUE ASSUSTAM

O crescimento de Edi é notório. Segundo fontes ligadas a diversas correntes, o Pequeno Grande Homem pode estar ganhando um grande protagonismo e estaria figurando bem em diversos seguimentos.

COPIANDO

Bob Filho vai adotar a mesma estratégia do que o filho de Luizinho, Netinho França. Segundo informações, Bob pretende captar parte do leitorado de Netinho.

PISANDO NO FREIO  

A Ex-prefeita Marília Dias, pois um pé no freio com relação a sua saída do MDB. A Marília não estaria confiante sobre sua autonomia no AVANTE.

MANTENDO CONTATO  

Mesmo descartado a possibilidade de ir para o AVANTE, Marília ainda mantém contato constante com boa parte do grupo que compõe a legenda, que ainda deixa a porta aberta para sua filiação.

A PAQUERA CONTINUA

A paquera entre Netinho e o PT continua. Mesmo tendo Militão como pré-candidato, o partido ainda aposta na vinda de Netinho para a legenda. Segundo informações, a saída de Lula da prisão pode ser a oportunidade que faltava para Netinho abraçar a legenda.

CHANCES REAIS 

Caso Netinho vá mesmo para o PT, Lula pode vir a Macaíba ou gravar um vídeo ao lado de Netinho, que tem um forte direcionamento para esquerda. Segundo nossas fontes, hoje existe chances reais de Netinho ir mesmo para o PT e ser o candidato a prefeito do Partido em Macaíba.

 

 

 

 

 

 

A decisão do STF que livrou Lula, Dirceu e outros criminosos presos pela Lava Jato terá efeito muito mais amplo. Juristas ouvidos por O Antagonista temem um “absoluto colapso” do sistema penal – com todos os danos colaterais que isso acarretará para a sociedade.

Eles argumentam que a maior finalidade do Direito Penal não é a aplicação de pena, não é a intimidação dos criminosos, não é o medo e nem a disciplina do uso da força, como tópicos isolados.

O PSDB emitiu nesta sexta-feira, 8, uma nota classificando a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como um fato que pode alimentar “mais um clima de intolerância na sociedade brasileira, no qual polos extremos preferem se hostilizar ao invés de dialogar”.

Assinada pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo, ataca a esquerda do País e diz que os partidos neste espectro político ficaram em posição cômoda de “não participar do esforço nacional de recuperação das dificuldades criadas ao longo de seus governos para ficarem na confortável posição do grito Lula Livre’”.

“Com Lula solto, nova palavra de ordem não basta mais. Será preciso apresentação de soluções para a crise que eles próprios criaram. Retórica vazia não gera emprego nem reduz miséria ou desigualdade”, afirmou o texto.

A sigla ressalta que “decisão judicial se respeita”. “Cabe a todos os atores políticos serem responsáveis e serenos neste momento de nervos à flor da pele”, disse o presidente do PSDB.

Os delegados da Polícia Civil do Rio Grande do Norte entrarão em greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira (11). A decisão foi tomada na tarde desta sexta-feira (8) após assembleia. A deliberação segue ao encontro da decisão dos policiais civis e escrivães, que também paralisaram atividades.

A categoria, representada pela Associação dos Delegados de Polícia Civil (Adepol), está a caminho da Governadoria para comunicar a decisão ao Executivo estadual. Segundo a Adepol, a manifestação busca melhoria das condições de trabalho, aumento do efetivo para as investigações, além da reestruturação de todas as carreiras da Polícia Civil.

Foto: shutterstock

Uma mulher, de 46 anos, da cidade de Baltimore, nos Estados Unidos, sofreu uma reação alérgica e quase morreu depois de fazer sexo sem preservativo com o marido. Uma hora depois da relação sexual, ela começou a suar profundamente, teve tontura, além de sofrer com quadros de diarreia.

Quando os sintomas pioraram, ela foi levada ao hospital. No local, ela revelou ter alergia à penicilina, mas negou ter tomado o antibiótico antes de fazer sexo ou ingerido alimentos incomuns. Após exames, os médicos descobriram que seu marido tinha ingerido nafcilina – uma forma de penicilina – para tratar uma infecção.

De acordo com o Daily Mail , a mulher, no caso, teve um choque anafilático, uma reação do sistema imunológico a uma substância que considera prejudicial. A reação alérgica grave faz com que a pressão arterial caia de forma repentina e as vias aéreas do paciente ficam mais estreitas, bloqueando a respiração.

Como resultado, os especialistas do Sinai Hospital disseram que a anafilaxia foi causada por conta de uma transferência da nafcilina através do sêmen . O caso, que acredita-se ser o terceiro do gênero já registrado, foi publicado no The American Journal of Medicine .

Como parte do tratamento, a mulher recebeu uma dose de adrenalina. Os sintomas da reação alérgica melhoraram em 24 horas e ela conseguiu sair do hospital. Os médicos ainda informaram para ela não fazer sexo com o marido por pelo menos uma semana depois que ele terminar o tratamento com antibióticos.

Médicos disseram que penicilinas, assim como outros antibióticos, são conhecidas por se concentrarem no sêmen humano e podem ser absorvidas pela vagina. Eles agora pedem que médicos e farmacêuticos estejam cientes dos riscos potenciais de prescrever medicamentos às pessoas se seus parceiros tiverem alergias.

IG

Depois de contabilizar adesões por várias regiões de Macaíba, a pré-campanha de Edi do Posto da Maré recebeu o reforço de mais duas importantes lideranças políticas macaibenses. O suplente de vereador Pai Santo e o presidente do Conselho Comunitário do bairro Campinas, João do Grude, declararam apoio à pré-campanha do Baixinho.

Pai Santo e João do Grude têm um forte trabalho social nas regiões de suas atuações. Eles falaram o porquê do apoio a Edi. “Em constante diálogo com parentes, amigos e pessoas ligadas ao nosso trabalho e que são moradores do bairro Campinas, do Vilar, do Residencial Campinas ficou muito claro o carinho e admiração que se têm por Edi. Nos surpreendeu tamanha aceitação do povo, disse Pai Santo.

“inegavelmente, Edi é um sentimento popular que vem se espalhando por toda Macaíba. Quem anda pelas ruas dessa cidade sabe disso. O baixinho é admirado até por outros pré-candidatos. Percebo uma identificação do povo muito forte com Edi, disse João do Grude. Pessoas ligadas a Edi afirmaram que muitas pessoas estão se envolvendo como seu projeto e mais adesões vão acontecer.