Arquivos

O Sinsenat informou no final da noite desta quarta-feira que o Conselho Municipal de Saúde – Natal – se reuniu nesta quarta-feira (27) em caráter extraordinário para deliberar sobre o chamado “lockdown” ou isolamento social na capital potiguar. Desde a semana passada, o Conselho estava reunindo informações para nortear o posicionamento do colegiado. E na reunião desta quarta (27) deliberou, por ampla maioria, a adoção da medida extrema. O SINSENAT esteve representado na reunião e votou de forma favorável.

De acordo com a Presidenta do Conselho, Maria Dalva Horácio, a medida foi aprovada como estratégia urgente para enfrentar a pandemia na cidade, considerando a aceleração da curva de contaminação e a limitação estrutural da rede municipal de saúde. Nos últimos dias, há dificuldades de equipamentos e profissionais em todos os níveis da atenção de saúde, dificuldades que só aumentam com a redução da quarentena por parte da população e a falta de testes para aferir quem está contaminado, incluindo os profissionais de saúde.

A Presidenta do Conselho ressaltou ainda que foi uma decisão bem refletida e bastante debatida pelo Conselho. Além da decisão pelo isolamento social (“lockdown”), foi decidido também que o Poder Executivo promova campanhas educativas para a população sobre o combate à pandemia e importância do isolamento. O objetivo é tornar a propagação da doença minimamente administrável para garantir o acesso a saúde para todos que necessitem.

Com a aprovação, o Conselho Municipal de Saúde vai agora buscar o Prefeito e o Ministério Público para a efetivação das medidas.

O Rio Grande do Norte registrou mais 22 mortes e 158 casos confirmados do novo coronavírus em 24h, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap-RN) desta quarta-feira (27). A quantidade de óbitos pela doença em um dia é a maior contabilizada no Estado desde o início da pandemia.

O Estado tem agora 5.630 casos confirmados de Covid-19 e 242 óbitos, além de 39 mortes em investigação.

Confira os números do coronavírus no RN:

  • 242 mortes
  • 5.630 casos confirmados
  • 14.035 suspeitos
  • 11.027 descartados
  • 1.410 recuperados

Fonte: Portal Grande Ponto

Foto: Raphael Dias/TV Globo/VEJA

Na política de cortes de gastos que inclui a necessidade de administrar um elenco cada vez menor, a Rede Globo desligou nesta quarta, 27, o jornalista e apresentador Zeca Camargo. Com passagens pelo Fantástico, Vídeo Show e No Limite, Zeca era um dos apresentadores do É de Casa, exibido nas manhãs de sábados. Em 2019, circularam boatos de que a emissora teria tentado reduzir o salário de Camargo, que por sua vez não teria aceito. Estima-se que o apresentador tinha um salário de 300 000 reais por mês, valor que a Globo não confirma.

A emissora deve fazer outros cortes nos próximos dias. O departamento de teledramaturgia, que fica sob responsabilidade de Silvio de Abreu, será o mais afetado.

O Globo emitiu o seguinte comunicado:

Após 24 anos de uma trajetória conjunta, marcada por uma parceria de muito respeito e sucesso, o apresentador Zeca Camargo se despede da Globo.

Profissional multitalentoso, Zeca chegou à emissora em 1996 como apresentador e coordenador de projetos e novos formatos do Fantástico. No programa, foi responsável pela criação de diversas séries e comandou entrevistas com grandes artistas internacionais como Paul McCartney, Mick Jagger, Madonna e Lady Gaga. Levou sua paixão por viajar para o dominical nas centenas de viagens que fez através das séries ‘Aqui se Fala Português’ (1998), ‘A Fantástica Volta ao Mundo’ (2004), entre outras. Coube a Zeca também a apresentação do primeiro reality do país, ‘No Limite’, lançado em 2000. No gênero, ele comandou ainda ‘O Jogo’ e ‘Hipertensão’. Em 2013, Zeca deixou o Fantástico e partiu de vez para o entretenimento, quando assumiu a apresentação da nova fase do ‘Vídeo Show’. E em 2015 se juntou ao time de apresentadores do ‘É de Casa’, matinal que apresentou até o começo de maio, antes de sair de férias.

Veja

O portal G1-RN destaca que um carroceiro furtou uma caixa térmica com 300 amostras de sangue coletadas para testes da Covid-19, na tarde de terça-feira (27). O material estava dentro de uma baú de uma moto, que estava estacionada na frente de uma clínica no bairro Petrópolis, Zona Leste de Natal. O suspeito foi preso em seguida.

O sistema de câmeras de segurança do estabelecimento flagrou o momento em que o suspeito estaciona a carroça, desce em direção a moto e furta a caixa com as amostras para exame, uma capa de chuva e um capacete. O homem coloca o material que estava no baú da moto em uma caixa de papelão e foge em seguida na carroça.

Segundo a vítima do furto, o baú da motocicleta estava com a tranca quebrada. Ao perceber que havia sido roubado, o motoentregador, de 32 anos, procurou a Polícia Militar.

O governador Camilo Santana (PT) anunciou em live nesta terça-feira, 26, que a partir de segunda-feira, 1º, haverá o inicio gradativo da reabertura da economia no Ceará. Detalhes do plano econômico serão divulgados até quinta-feira, 28. A retomada será em fases e com cuidados.

De acordo com o governador, o plano de retomada foi decidido hoje em reunião com equipe de economia e saúde. As orientações serão aplicadas de forma diferente para cada região, de acordo com os índices de incidência da Covid-19. “Deverá ser apresentado amanhã ou quinta-feira. Vamos apresentar os critérios estabelecidos para o inicio da abertura, com muita responsabilidade”, afirmou.

Setores na expectativa de reabrir

Na semana passada, setores do mercado receberam uma lista prévia do governo, dentro de um estudo inicial de reabertura. O plano deveria passar ainda por modificações.

Por esse estudo inicial, os primeiros setores a reabrir seriam:

– Preparação, fabricação, e comercialização de artigos de couro e calçados;

– Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica;

– Saneamento básico e reciclagem;

– Fabricação, confecção e comercialização de produtos têxteis e roupas;

– Indústria metalmecânica, química e correlatos;

– Agropecuária;

– Construção civil;

– Setor de serviços de apoio às empresas e famílias e artigos para o lar;

– Cadeia moveleira;

– Tecnologia da informação e comunicação;

– Publicidade, editoração e imprensa.

Por esse estudo prévio, entre uma etapa e outra, será dado um intervalo de 14 dias para o monitoramento da situação. Toda as atividades flexibilizadas teriam protocolos de segurança.

Critérios usados para definir a ordem de retorno dos setores econômicos, também no estudo prévio:

1. Baseado em riscos sanitários

Primeira fase = Baixo risco

Quarta fase = Alto risco

2. Baseado em aspectos econômicos e sociais

Primeira fase = Alto impacto

Segunda fase = Baixo impacto

O Povo

PREJUÍZO

A governadora Fátima, investiu mais de 5 milhões em respiradores que nem se quer chegaram ao estado do RN. Sem qualquer justificativa. Quase dois meses após ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido.

QUEBRADO TUDO

O governo do estado segue quebrando tudo que está em sua frente: lojas de roupas, padarias, restaurantes e  várias  outras atividades comerciais e econômicas do RN. O desespero dos empresários e de quem trabalha é generalizado.

SEM PLANO

O Estado do RN não tem rumo e muito menos governo, é uma pandemia cerebral na gestão Fátima Bezerra. Não tem nenhuma perspectiva de retorno das atividades empresariais, é um samba da preguiça, a governadora terceirizou a administração ao todo-poderoso Raimundo Alves, o Raimundinho, e ao risonho e elegante vice-governador Antenor Roberto. Enquanto isso empresas quebram, o desemprego aumenta e vamos passar por uma tragédia social.

REALIDADE

A realidade é uma só, o vírus existe e temos que aprender a conviver com ele, então não adianta ficar de braços cruzados, esperando que o governo federal resolva tudo. O governo Fátima é inerte e samba na cara de todos nós, mostrando toda a sua incompetência e seu alto  grau de destruição.

A Controladoria-Geral da União informou nesta terça-feira (26) que divulgará em até 15 dias a lista com os cerca de 53 milhões de cadastrados para receber o auxílio emergencial de R$ 600 por causa da pandemia de coronavírus. O ministro da CGU, Wagner Rosário, disse já ter identificado um número bem superior a 160 mil casos de fraudes.

Os números ainda não estão consolidados, mas ele afirmou, por exemplo, que há 74 mil sócios de empresas com empregados cadastrados e que recebem a ajuda do governo.

Já foram identificadas 86 mil pessoas que doaram, como pessoa física, mais de R$ 10 mil a campanhas políticas. Sem informar números, mencionou também beneficiários que são presidiários, proprietários de veículos que custam acima de R$ 60 mil, donos de embarcações e pessoas que têm domicílio fiscal no exterior.

“Estamos agora identificando pessoas que estão solicitando este benefício dentro de um mesmo IP ou de um mesmo celular para tentar identificar fraudes”, disse Rosário. “A gente vem cortando estes benefícios para evitar a saída de recursos”, afirmou o ministro.

O governo autorizou nesta terça-feira a liberação de mais R$ 28,7 bilhões para bancar o auxílio emergencial de R$ 600. Com o novo repasse, o custo do programa já alcança R$ 152,6 bilhões.

A assistência paga por três meses a trabalhadores informais foi liberada para quase 60 milhões de pessoas até o momento. O número de beneficiados é o triplo da projeção inicial apresentada pelo governo.

Em março, ao anunciar o programa, o Ministério da Economia informou que a medida beneficiaria entre 15 e 20 milhões de pessoas a um custo total de R$ 15 bilhões aos cofres públicos.

As estimativas do governo foram aos poucos revisadas. Após a aprovação do auxílio pelo Congresso, a projeção foi ampliada para 54 milhões de pessoas e o custo foi a R$ 98 bilhões.

Em seguida, o governo percebeu que o valor não seria suficiente e liberou novo crédito para o programa, que passou para um montante de R$ 124 bilhões.

Nesta terça, foi feita a nova liberação, totalizando R$ 152,6 bilhões.

Em entrevista nesta tarde, Rosário listou ações da CGU para evitar desvios com recursos públicos. Sem dar detalhes, disse, por exemplo, ter fiscalizado 13 processos que somam R$ 6 bilhões e que tiveram irregularidades identificadas antes da contratação.

Foram identificadas, segundo o ministro, empresas sem capacidade técnica ou operacional e propostas de empresas com indicativo de fraudes.

Ele também mencionou a revogação de uma licitação de cerca de R$ 900 milhões por identificar fraude na proposta da empresa.

FOLHAPRESS

Mais de 08 profissionais da saúde da UPA de Macaíba, foram contaminados pelo coronavírus. De acordo com informações que chegam ao nosso site, a UPA está lotada. Os profissionais que estão na linha de frente no combate contra o vírus, são sem sombra de dúvidas os mais atingidos. A luta é diária, e o governo do estado ainda não chegou com nada.

DENÚNCIA

Chega ao nosso site, a denúncia que um supermercado estaria com mais de 10 funcionários com suspeita de Coronavírus. O mais grave é que o supermercado não estaria aceitando os atestados. Se isso for realmente verdade, seria um atentado a vida de quem trabalha no supermercado e também aos dos seus clientes.

Esse povo esquerdista, caem em constante contradição,  no que diz respeito a verdadeira liberdade de expressão e o direito de ir e vir de cada cidadão, independente da sua bandeira, todos temos direito de nos expressar. Mas parece que esse povo, que defende tanto a liberdade se esqueceu de algo tão simples.

Nesta segunda-feira, mais uma profissional de saúde faleceu por covid-19.

Além do óbito do médico João Batista Medeiros, faleceu também por causa da peste a médica Valeria Calife.

Valeria Calife era aposentada, estava internada no Hospital São Lucas.

Valéria perdeu a filha, que também era médica há poucos dias. A causa da morte da filha não foi por covid-19.

Uma coisa louca isso que estamos vivendo. Fica os nossos sentimentos a todos os amigos e familiares.