Servidores da saúde do estado do RN entram em greve dia 03

Os servidores da saúde do Rio Grande do Norte paralisam suas atividades QU, e realizam um ato público às 9h, em frente à Governadoria. A atividade reivindica o pagamento dos salários atrasados, reajuste salarial de 16,38% para todos e é contra a retirada da insalubridade da aposentadoria e o desmonte do SUS, aplicados pelo governo de Fátima Bezerra (PT).

Para a diretora do Sindsaúde, Maria do Carmo, a saúde do RN está doente. “Estamos com os nossos salários atrasados e a quase 10 anos sem reajuste salarial, mas a governadora só que dar reajuste para quem já recebe R$ 30 mil? Os servidores não aguentam mais tanto descaso, estamos ficando doentes”, afirma.

Com a falta de estrutura física nos hospitais, de insumos e do déficit de profissionais, a situação da saúde do RN é alarmante. Em 2018, o Governo do Rio Grande do Norte decretou estado de calamidade na saúde pública duas vezes seguidas, mas as condições continuaram as mesmas. Diante desse cenário, o sindicato da saúde reforça com a paralisação a cobrança ao governo por mais responsabilidade com o tratamento dado aos servidores da saúde e aos serviços públicos.