Macaíba: Bastidores da Politica em…”Chifre Eleitoral”

CHIFRE ELEITORAL


Hoje a vitória do Iluminado é algo consumado, pois o mesmo já conta com 11 dos 17 vereadores. Por trás do favoritismo do Iluminado, estaria o futuro Prefeito Bob Filho (Emídio Júnior). Como foi relatado antes, o compromisso do futuro prefeito era de eleger alguém do PSB, que seria Luizinho, pai do vice-prefeito Netinho França. Tudo corria bem até o Iluminado Denílson Gadelha anunciar que concorreria a Presidência da Câmara, tirando o favoritismo de Luizinho.

CHIFRE ELEITORAL II


Neste sábado, todos foram pegos de surpresa quando o Iluminado Denílson Gadelha postou uma foto com 07 vereadores. Tanto o vice-prefeito Netinho França, como seu pai e futuro vereador, Luizinho, ficaram espantados. Para muitas pessoas ligadas a Luizinho, o chifre eleitoral foi consumado naquela foto, que deixou claro para todos, que a preferência do futuro prefeito é seu amigo Denílson e não o pai do seu vice.

LIGAÇÃO INDISCRETA


Denílson também teria chamado um vereador eleito para conversar, mas o vereador disse que só ia apoiar quem o futuro prefeito apoiasse. Imediatamente, o Iluminado sacou seu celular e teria feito uma ligação para Bob, que teria confirmado sua preferência.

ENCURRALADO


Segundo fontes, Luizinho teria ficado encurralado com a situação e procurado Bob Filho para uma conversa, mas até ontem, o mesmo não teria tido sucesso. Luizinho contava com a palavra de Bob Filho, de que ele seria o nome para disputar a eleição da Câmara.

PASSADO VEXAME


Querendo ou não, Luizinho além de ter sido o vereador mais votado, é também o pai de Netinho França, e foi um dos que mais torceu para essa união. O ex-prefeito passou um grande vexame, quando acreditou nas promessas feitas no período eleitoral. Luizinho era um nome forte até a manhã da última quinta-feira (27), quando Bob teria colocado para moer no nome do Iluminado.

EM SILÊNCIO


Luizinho permanece em total silêncio. Segundo fontes, o ex-prefeito acredita que pode estar havendo algum erro, provocado por mentiras, que estariam levando os vereadores a acreditar que o nome de Denílson seria o nome de Emídio, quando na verdade o nome é o dele.