FIQUE LIGADO: Estudo aponta que vacina da Moderna gera ao menos três meses de imunidade e Rússia anuncia que já vacinou mais de 100 mil pessoas - Informativo Atitude

FIQUE LIGADO: Estudo aponta que vacina da Moderna gera ao menos três meses de imunidade e Rússia anuncia que já vacinou mais de 100 mil pessoas

Um estudo do Instituto Nacional de Saúde da Inglaterra concluiu que a vacina da Moderna contra o Covid-19 gera pelos menos três meses de imunidade após a aplicação da segunda dose. No teste, 34 adultos saudáveis de três grupos de idades diferentes foram avaliados.

Os participantes ainda vão ser acompanhados por mais 13 meses para a verificação do efeito do medicamento a longo prazo. O resultado da pesquisa mostra que a imunidade desses indivíduos é maior do que a de pessoas que já tiveram contato com o novo coronavírus.

RÚSSIA

A capital russa lançou nesta sexta um serviço online para marcação da vacinação contra a Covid. O processo de imunização já começou no país com a vacina Sputnik V e o presidente Vladimir Putin aposta em uma imunização em grande escala. Segundo o governo, mais de 100 mil pessoas já foram imunizadas e a meta é chegar a 2 milhões até o fim do mês.

A Sputnik V é uma das duas vacinas fabricadas na Rússia que receberam aprovação regulatória, apesar de os ensaios clínicos estarem incompletos. Segundo o governo russo, ensaios provisórios mostraram que ela tem eficácia de 92% na proteção de pessoas contra a Covid-19.

Dez vacinas estão sendo desenvolvidas na Rússia, segundo Anna Popova, chefe do departamento de saúde, equivalente ao Ministério da Saúde no Brasil.