Empresário é investigado por suspeita de disseminar coronavírus no RN

A Polícia Civil de Carnaubais instaurou um inquérito contra o empresário Francisco Chagas Neto, 28 anos, suspeito de ter cometido crimes vinculados à disseminação da Covid-19 em território potiguar. Ele foi aquele que, após confirmado com a doença, deu um churrasco para quase 20 pessoas.

De acordo com a comunicação da PCRN, Chagas Neto é suspeito de “praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio; causar epidemia, mediante a propagação de germes patogênicos e o crime de infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa”.