Daniel Santa Cruz: amigos e atletas de MMA fazem homenagens ao “sertanejo de coração puro” - Informativo Atitude

Daniel Santa Cruz: amigos e atletas de MMA fazem homenagens ao “sertanejo de coração puro”

Daniel Santa Cruz ao lado dos lutadores Patricky Pitbull e Patrício Pitbull. Foto: Reprodução/Redes sociais

Nosso sertanejo de coração puro, que nos deixa de forma tão repentina. A alma mais leal que eu conheci nessa vida”, as palavras são do lutador Patrício Pitbull, ele se refere a Daniel Rodrigues de Melo Filho, mais conhecido como Daniel Santa Cruz, vítima de um acidente de moto na última quinta-feira (11). Além de professor de artes marciais, era atleta de MMA e tinha 30 anos de idade.

Oriundo da cidade de Santa Cruz, na Região do Trairi potiguar, o atleta logo ficou conhecido por “Daniel Santa Cruz”, principalmente por seu jeito sertanejo e sua alegria. Aos 21 anos, encarou dificuldades como qualquer jovem, mas as rejeitou. Resolveu sair da cidade de origem e veio para Natal apenas com uma bolsa nas costas. Seu maior sonho era se tornar lutador profissional. Para isso, passou por muitas dificuldades, chegando até a dormir na academia.

“Estava todos os dias presentes na academia e passava o dia todo lá, onde ele trabalhava e também fazia seus horários de treino. Era um cara promissor no MMA. Não só a gente da Pitbull Brothers, mas todos aqueles que conheceram ele de perto vão sentir muita falta desse garoto”, contou o amigo e companheiro de treino Leandro Higo.

Os amigos contam que o Santa Cruz foi “praticamente” adotado pelo lutador Patrício Pitbull. “Era o filho mais velho dele. Chegou aqui, batalhou, teve a carreira interrompida por acidentes, se recuperou e voltou duas vezes. Após sua única derrota no MMA, sete anos atrás, lembro como se fosse hoje, a revolta com a estratégia do adversário de focar no Jiu Jitsu. Ele foi na fonte resolver o problema. Três meses atrás se sagrou Faixa Preta”, afirmou o amigo e ex-agenciador da carreira de Daniel, Matheus Aquino.

A conquista da faixa preta foi relatada pelo lutador Patricky Pitbull em sua homenagem nas redes sociais. “Você era um cara que eu gostava de conversar sobre histórias do mato, do interior, história de sua família e de seu avô que você tinha tanto orgulho, vou sentir sua falta meu amigo eu não consegui te mostrar o cinturão que era uma coisa você desejava muito que eu ganhasse, são tantas coisas que passa na minha cabeça cabra teimoso matuto brabo que eu não consigo descrever aqui, tentei várias vezes escrever esse texto mas só quero deixa essa foto como lembrança de um objetivo um sonho que você tinha na sua vida a tão sonhado faixa preta!”, conta.