Biden admite erros, mas diz não se arrepender de retirar tropas do Afeganistão - Informativo Atitude

Biden admite erros, mas diz não se arrepender de retirar tropas do Afeganistão

Em seu primeiro pronunciamento após combatentes do Talibã tomarem o poder da capital do Afeganistão no domingo (15), Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, admitiu que o país cometeu erros, mas disse que não se arrepende de ter determinado a retirada de tropas americanas do país.

“Nossa missão no Afeganistão teve muitos erros nas últimas décadas. Eu sou o presidente dos EUA e essa guerra acaba comigo. Não me arrependo da minha decisão de acabar com essa guerra e manter foco na nossa missão de contraterrorismo”, afirmou Biden em um discurso televisionado nesta segunda-feira (16).

O presidente americano destacou que as tropas não poderiam permanecer no país se nem as forças oficiais afegãs lutaram contra o Talibã. “Os lideres desistiram e fugiram do país. As forças militares colapsaram, alguns tentaram lutar. Se o Afeganistão não consegue oferecer uma resistência ao Talibã, os militares americanos não conseguiriam fazer ali qualquer diferença”, afirmou.

Joe Biden também afirmou que teve conversas com o ex-presidente afegão, Ashraf Ghani, e com demais lideranças do país sobre “como o Afeganistão deveria estar pronto para enfrentar uma guerra civil após a saída dos americanos”.

“Nós falamos sobre a necessidade dos líderes se unirem politicamente, e também que deveríamos nos engajar na diplomacia para construir um acordo político com o Talibã. Esse conselho foi recusado”, disse Biden.