Agentes penitenciários agem rápido e controlam motim no pavilhão 5 de Alcaçuz

Foto: José Aldenir/Agora RN

Um princípio de rebelião na Penitenciária Estadual Rogério Coutinho Madruga, conhecida como o pavilhão 5 do Presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta, foi iniciado na manhã desta quarta-feira, 5, por volta das 10h, de acordo informações da Secretaria de Segurança Pública (Sesed).

No entanto, a ação rápida dos agentes penitenciários lotados na unidade foi primordial para conter o avanço do motim. Ainda segundo da Sesed, um helicóptero foi utilizado para fazer o monitoramento do presídio nas horas seguintes de modo a tentar evitar possíveis sinistros.

O pavilhão 5 de Alcaçuz conta atualmente com 905 detentos, mas sua capacidade máxima é de 402, segundo informações do último boletim divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O déficit carcerário é um problema antigo do Rio Grande do Norte.

Agora RN