“A situação na Rocinha está muito triste”

A Rocinha, maior favela do Rio e a mais afetada pela Covid-19, tem 71 casos contaminados da doença e oito mortes notificadas.

A babá Eliane Farias, de 38 anos, testou positivo para o novo coronavírus, mas, após alguns dias com febre e falta de ar, sente-se bem.
Ela disse ao Estadão:

“A situação na Rocinha está muito triste. Na localidade em que moro, tem muita gente com sintomas. Você olha para o lado e está todo mundo falando que tem dor, com febre. Já perdemos um vizinho, foi enterrado anteontem. Era um rapaz novo, saudável.”

Antagonista