Coronavírus: Classe produtiva avalia ir à Justiça por reabertura econômica do RN

Insatisfeitos com mais um adiamento do início da reabertura econômica, as Federações das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste (Fetronor), do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio RN), da Agricultura e Pecuária do RN (Faern) e das Indústrias (Fiern) deverão entrar na Justiça contra o Estado para garantir a reabertura das atividades econômicas o quanto antes. No cronograma do Governo do Estado, isso deverá ocorrer no dia 1º de julho. As entidades representativas dos setores produtivos consideram equivocada a decisão de adiamento tomada pela governadora Fátima Bezerra. A abertura do comércio e da indústria estava inicialmente marcada para esta quarta-feira, 24.

A decisão do governo estadual foi anunciada pela governadora Fátima Bezerra ao próprio setor econômico nesta terça-feira. Segundo argumentou, a prorrogação das medidas de distanciamento social é baseada nas recomendações semelhantes do Comitê Científico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) e dos Ministérios Públicos (Federal, do Trabalho e do Estado do Rio Grande do Norte).

Fonte: Tribuna do Norte

Fonte: Portal Grande Ponto