Operação policial mira potiguares acusados de causar R$ 10 milhões em prejuízos em mais de 40 empresas - Informativo Atitude

Operação policial mira potiguares acusados de causar R$ 10 milhões em prejuízos em mais de 40 empresas

Golpistas do RIo Grande do Norte são alvo de uma operação policial conjunta das polícias civil da Paraíba e do RN, que cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em Campina Grande, João Pessoa e Natal, nesta segunda-feira (12). A associação criminosa já teria causado um prejuízo de mais de R$ 10 milhões a 40 empresas.

“São golpistas do Rio Grande do Norte que se instalaram na cidade de Esperança, alugaram um galpão no Centro da cidade e passaram a operar como distribuidora de produtos diversos. No início, esse grupo criminoso comprava quantidades menores aos fornecedores, mas com o passar dos meses, foram adquirindo a confiança e aumentando seu score, adquirindo gradativamente um volume maior de mercadorias. Até que, entre março e abril do corrente ano, eles fizeram compras milionárias a diversos fornecedores e desapareceram”, detalhou o delegado, Cristiano Santana, da PB.

A investigação da Operação Caduceo é da 12ª Delegacia Seccional (sede em Esperança-PB) e contou com o apoio da Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (Deicor/PCRN) e da Delegacia de Defraudações de João Pessoa.

Nas buscas, vários documentos também foram apreendidos para subsidiar o Inquérito Policial. De acordo com o delegado seccional Cristiano Santana, empresas de vários estados foram lesadas por esse grupo criminoso. Quando constataram a fraude, os comerciantes vítimas da quadrilha procuraram a Polícia Civil para a registar o fato. As investigações já identificaram três envolvidos nos crimes.

“Conseguimos, inclusive, a prisão temporária deles. Estamos em contato com as polícias dos estados vizinhos para tentar localizar e prender essas pessoas”, disse Cristiano Santana.

Mais PB