Deputado Eduardo Bolsonaro anuncia volta de filme abominado pela esquerda no Brasil

Foto: Reprodução

O deputado federal Eduardo Bolsonaro anunciou em suas redes sociais a volta do filme “1964: O Brasil entre Armas e Livros”, que, segundo o parlamentar, a esquerda brasileira tentou proibir a exibição.

O documentário vem causando polêmica na internet por traçar uma perspectiva alternativa sobre o conturbado período da ditadura militar brasileira.

Dirigido por Felipe Varelim e Lucas Ferrugem, do site Brasil Paralelo, o filme defende, entre outros pontos controversos, que havia uma perigosa ameaça comunista e que a censura e a repressão não foram tão severas como contam os livros de história, escritos por pessoas contaminadas por ideais da esquerda.

Para traçar uma nova versão da história, a produção, que é independente e tem apoio de conservadores e do presidente Jair Bolsonaro (PSL), ouviu filósofos, pesquisadores, jornalistas e historiadores, como Olavo de Carvalho, William Waack e Luiz Felipe Pondé.