ACM Neto diz que DEM não apoia candidatura de Doria à presidência - Informativo Atitude

ACM Neto diz que DEM não apoia candidatura de Doria à presidência

O presidente nacional do Democratas, ACM Neto, afirmou que “hoje está descartada a possibilidade de apoio [do DEM] a uma eventual candidatura de João Doria à Presidência da República”. A declaração foi divulgada nesta terça-feira (18) em entrevista ao portal Uol.

Doria é governador de São Paulo pelo PSDB. Seu vice, Rodrigo Garcia, deixou o DEM neste mês para se filiar ao partido do tucano, o que irritou ACM Neto: “É uma coisa absolutamente inviável imaginar que o Rodrigo Garcia, para ser candidato a governador de São Paulo, só poderia ser pelo PSDB. Na prática o recado que João Doria dá é esse”, queixou-se ACM.

O presidente do DEM ressaltou que a candidatura de Doria ainda não está confirmado pelo PSDB, e sinalizou possível a aliança com outros nomes tucanos como o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Eduardo Leite, atual governador do Rio Grande do Sul.

Questionado sobre possível apoio a Ciro Gomes (PDT), Neto disse que o diálogo “está aberto”. “Da mesma forma que nesse momento eu não posso vetar caminhos, eu também não posso indicar preferências”, acrescentou o presidente do DEM.

Ele evitou afirmações categóricas sobre o cenário de 2022. Disse que o partido ainda discute internamente se terá candidato próprio à Presidência. Citou Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, e Rodrigo Pacheco, atual presidente do Senado, como possibilidades. “Maiores detalhes sobre isso ainda estão sendo discutidos. Não é uma decisão que cabe só a mim”, afirmou.

Ele também negou interesse próprio na Presidência ou vice-presidência. “Meu foco é construir na hora certa uma candidatura ao governo do Estado da Bahia”, afirmou. Também descartou possibilidade de concorrer em chapa com o presidente Bolsonaro: “Não serei vice de Bolsonaro nem de ninguém”, declarou.

RODRIGO MAIA
A possível chapa de Bolsonaro e ACM Neto foi aventada pelo ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ), em uma série de críticas ao presidente do DEM. Maia está saindo do DEM e indo para o PSD.

ACM Neto disse que teve “pena” ao ler os comentários de Maia. Disse que o deputado demonstrou “nível de desequilíbrio incompatível com a boa política”. Afirmou ainda que o partido não recebeu nenhum pedido formal de desfiliação de Maia.

A bancada do DEM na Câmara pediu a expulsão de Maia depois do embate com ACM Neto. O presidente do partido disse que o processo “poderá vir acompanhada ou não de um processo de infidelidade partidária” . mas que não usará seu cargo para se vingar do congressista.

MUDANÇAS NO DEM
Neto disse ainda que não há pedido formal para a desfiliação de Eduardo Paes, atual prefeito do Rio de Janeiro. Acrescentou que não se sente “confortável para comentar uma eventual saída do Paes uma vez que não é oficial”.

Também aventou a possível filiação do ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin ao DEM. “Por enquanto é especulação”, avaliou. Mas disse que não descartaria a chegada do tucano e que qualquer partido do Brasil “gostaria de ter alguém com o peso político do Alckmin”.

Poder 360