Programa abre inscrição para empreendedores criativos e sociais

O Sebrae no Rio Grande do Norte vai capacitar gratuitamente empreendedores integrantes de grupos vulneráveis nas áreas de economia criativa e social. Essa é a proposta do Programa de Desenvolvimento das Economias Inclusivas e Criativas (DICE) – do inglês Developing Inclusive and Creative Economies – uma iniciativa do British Council que apoia o desenvolvimento de economia criativa e negócios sociais no Reino Unido e em cinco países. . O objetivo do programa é ajudar empreendedores sociais e criativos a aprimorar o conhecimento e as qualificações para que possam sustentar seus negócios e multiplicar seu impacto.

No Brasil, conta com o apoio do Sebrae para aplicação da metodologia, que é baseada três pilares: aprendizado, mentoria e fortalecimento da rede. As inscrições para o DICE Fellowship Natal vão até o dia 31 de outubro e podem ser feitas pelo site http://bit.ly/DICE_Natal. O DICE Fellowship Natal é voltado para empreendedores criativos e sociais de grupos vulneráveis, como jovens em situação de risco, afro-empreendedores, mulheres empreendedoras, LGBTS+ e pessoas com necessidades especiais.

Para participar, os candidatos terão de se inscrever, além de gravar um vídeo de até um minuto em forma de pitch, apresentando-se quem é, o negócio, propósito e o impacto que oferece. E publicá-lo em alguma plataforma, como Facebook, Youtube e IGTV.

Serão selecionados apenas 100 empreendedores nas áreas de audiovisual, moda, música, artesanato, design, artes cênicas, artes visuais e negócios de impacto socioambiental. É preciso ter um empreendimento criativo ou social (com ou sem CNPJ), funcionando, no mínimo, há um ano e morar em Natal ou Região Metropolitana. Serão duas fases conduzidas por dois consultores com o apoio de mentores especialistas nas áreas de gestão de negócios. Todas as inscrições serão analisadas por uma banca composta por gestores Sebrae de Economia Criativa e Negócios de Impacto e facilitadores do programa.

O DICE Fellowship foi desenvolvido pelo Conselho Britânico no Paquistão, com apoio da School of Leadership (Paquistão) e Nordicity (Reino Unido). Além do Brasil e Paquistão, a iniciativa também é desenvolvida no Egito, Indonésia e África do Sul. Apresenta uma metodologia que deve atender uma variedade de empreendimentos em termos de tamanho, setor e experiência, atuando em áreas temáticas, como cliente e design thinking, viabilidade e escala,  marketing e tecnologia, RH e compliance e psicologia.

ROBSON PIRES