Marco Aurélio diz que ficou perplexo com vitória de Lula no STF: “Retrocesso no combate à corrupção” - Informativo Atitude

Marco Aurélio diz que ficou perplexo com vitória de Lula no STF: “Retrocesso no combate à corrupção”

Nesta quarta-feira, 20, o programa Pânico recebeu o ex-ministro Marco Aurélio Mello, que se aposentou neste mês de seu cargo no Supremo após atingir a idade máxima prevista para o ofício. Em entrevista, ele relembrou seus votos no STF sobre a prisão de Lula e a suspeição de Sergio Moro. Em 2018, Marco Aurélio foi contra a prisão de Lula em segunda instância, mas, neste ano, votou contra a elegibilidade do ex-presidente e a suspeição de Moro.

Quando perguntado sobre a divergência entre as decisões, respondeu: “São 55 anos de serviço público e 31 anos no Supremo, sempre atuando com absoluta espontaneidade segundo meu convencimento e nada mais. Sergio Moro foi tido, não por mim, mas foi tido como herói nacional e avançou-se no campo do combate à corrupção mediante atividade desenvolvida na 13ª Vara de Curitiba e chegou-se nos processos de Luiz Inácio Lula da Silva depois desses processos terem percorrido diversas instâncias. Nas vias estreitas do habeas corpus articulou-se o que seria incompetência relativa, não incompetência absoluta, do juízo criminal da 13ª de Curitiba e voltou-se à estaca zero. Daí a perplexidade não foi apenas minha, mas da sociedade em geral. Tivemos, da minha ótica, um retrocesso em termos de combate à corrupção. De qualquer forma pronunciou-se o Supremo e, depois que ele se pronuncia, não se tem mais a quem recorrer.”