MACAÍBA: Novas denúncias contra a Limpe Já podem provocar redução no contrato e penalidades a prefeitura

O prefeito Bob Filho (Emídio Junior) prometeu dar prioridade ao pessoal da TCL com a chegada da nova empresa, mas o que está acontecendo é que vários destes pais de família estão passando por dificuldades. O informativo Atitude esteve presente na manifestação que aconteceu em frente a prefeitura na semana passada e pode comprovar o drama que esses trabalhadores estão passando. Com a nossa chegada o clima de tensão aumentou não demorou muito para que os secretários descessem para falar com a população. Mais o que chamou mais atenção foi a declaração do procurador do município que quando foi questionado pelos trabalhadores da TCL sobre a vaga prometida pelo atual prefeito, o procurador respondeu: “Que a prefeitura não tem poder com a empresa de colocar ninguém”  Então manifestante perguntou: “Qual o motivo deles ainda não terem entrado?”

Rondinelle: Olha, o contrato novo teve uma redução de mais de 50 pessoas e por essa razão nem todos poderiam ser aproveitados naquele momento.

Prestem bastante atenção na fala do procurador, disse ele que houve uma redução de mais de 50 funcionários e como explicar um aumento na dispensa de licitação que foi de R$ 200.000,00 (Duzentos Mil Reais)?

E não é só isso, após a entrada da empresa, Macaíba se transformou em um verdadeiro esgoto a céu aberto. As reclamações com relação a esse serviço tem batido recordes nas redes sociais. Preparamos um denúncia com mais de 35 páginas que mostra a realidade, e que será entregue ao Ministério Público que deverá se pronunciar. Nesse mesmo relatório queremos que a prefeitura apresente a planilha que justifique um aumento tão exorbitante como foi dado a LIMPE JÁ. A única desculpa que eu vejo é que foi uma promessa de campanha, e que apesar de não ser da família o dono da empresa tem laços com o atual prefeito.

 Abaixo vejam os vídeos do trabalhadores da TCL