Caso Neymar: Polícia Civil de São Paulo decide não indiciar Neymar por estupro

A Polícia Civil de São Paulo decidiu não indiciar Neymar na acusação de estupro movida por Najila Trindade. As investigações foram terminadas na segunda-feira (29), e a delegada Juliana Lopes Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, concluiu que o jogador não cometeu nenhum crime na noite em que se encontrou com a modelo em Paris.

O relatório da investigação segue agora para o Ministério Público, que vai avaliar a decisão da delegada e escrever um parecer. Através das conclusões do MP e da Polícia Civil, a juíza da Vara da Região Sul 2 de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher irá decidir sobre o caso.

As contradições nos depoimentos de Najila foram a principal razão para que a polícia não escolher indiciar o atleta. Entretanto, Neymar ainda é investigado pela polícia do Rio de Janeiro por ter vazado fotos íntimas de Najila em um vídeo publicado na Internet.