Bastidores da Politica Nacional em..”Genocída? e Passando o Pano em Maduro” - Informativo Atitude

Bastidores da Politica Nacional em..”Genocída? e Passando o Pano em Maduro”

Os números de infectados e mortos por covid-19 já não são divulgados diariamente pelo Ministério da Saúde desde fevereiro de 2023, mas a doença continua fazendo vítimas, ainda que 547 milhões de vacinas tenham sido aplicadas até dezembro de 2022. Desde o início do atual governo Lula (PT), em janeiro de 2023, até o dia 10 deste mês, o Brasil registrou 16.456 mortes por covid-19, segundo dados do Conass, o Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde. E não se fala em nova campanha de vacinação.

AMEAÇA PERMANECE

A morte de paciente por covid em Brasília, quinta (15), fez lembrar, em plena epidemia de dengue, que o coronavírus ainda ameaça.

2,1 MILHÕES DE CASOS

O Conass também contabiliza mais de 2,1 milhões de casos confirmados de covid desde 2023 no Brasil. Foram 15 mil mortes só no ano passado.

CASOS AUMENTAM

Somente na última semana epidemiológica registrada pelo Conass são 33 mil novos casos e 164 óbitos relacionados ao coronavírus.

LETALIDADE MAIOR

A taxa de letalidade em 2023 (0,8%) é maior que a registrada no ano de 2022 (0,5%), quando a campanha de vacinação foi concluída.

ONU DE CONVENIÊNCIA

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro com o presidente Luiz Inacio Lula da Silva na saída do almço, no Palcio Itamaraty. | Sérgio Lima/Poder360 29.maio.2023

Na turnê pela África, passando pano para terroristas do Hamas, Lula reclamou que “decisões” da ONU não têm sido cumpridas por Israel. E fez constrangedor silêncio sobre a perseguição a funcionários da ONU pelo seu amigo Maduro, ditador da Venezuela, que os expulsou.

FALTOU A ‘COLA’

Faltou a ‘cola’ O presidente Lula deveria dar uma bronca no dispensivo Celso Amorim. O assessor de política externa não contou a ele algo que publicamente mostrou não saber: Israel não desrespeitou qualquer “decisão da ONU”.

FUI

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), candidatíssimo à reeleição em outubro, decidiu tirar férias. Mas antes transmitiu o cargo ao presidente da Assembleia pois seu vice, que é do PSB, também decidiu sair do país.

RECORDE DA DÉCADA

Os gastos do governo Lula com viagens em 2023 representam quase 25% de tudo gasto com viagens pelo governo federal os últimos dez anos: R$2,1 bi dos R$8,48 bilhões com passagens e diárias desde 2014.

CLAUDIO HUMBERTO 

About The Author