SUPREMO: Gilmar anula busca e apreensão da Lava Jato na casa do dono da Caoa

Foto: Reprodução

Gilmar Mendes anulou a busca e apreensão feita há seis meses pela Lava Jato na casa de Carlos Alberto de Oliveira Andrade, o dono do Grupo Caoa, informa Fabio Leite na Crusoé.

O empresário é suspeito de ter recebido repasses ilícitos no esquema da Odebrecht.

Na decisão, o ministro do STF alega que a medida determinada em agosto do ano passado pela juíza Gabriela Hardt se baseou em indícios “frágeis” e “vagos” apresentados pela força-tarefa do Paraná.

Oliveira Andrade foi um dos alvos da Operação Pentiti –a 64ª fase da Lava Jato, deflagrada com base no acordo de colaboração de Antonio Palocci, que recebeu 4,5 milhões de reais da Caoa em 2010.

O Antagonista