Sem planejamento: Governo Fátima faz pacto pela morte de empregos e empresas

Adiar mais uma vez a abertura do comércio no RN para o dia 1° de julho é brincar com o desemprego, desestabiliza os comerciantes, tira onda com a tragédia da população. O pior, nada vai mudar até julho na saúde, vai faltar UTIs como sempre faltou.

A governadora Fátima Bezerra terceiriza responsabilidades, fica escondida, trancada dentro de casa sem fiscalizar e inspecionar o que de fato acontece no Estado. O RN está quebrado, estamos em crise social e institucional.

Os poderes estão misturados, inversão de comando, o Ministério Público percebendo o vácuo de rumo, tomou conta do executivo. Ameaça em praça pública o executivo para continuar a comandar.

Para piorar, ainda desapareceu dinheiro dos cofres públicos, sem licitação, contrato ou finalidade. A pandemia é de gestão, comando, sem rumo, sem norte, falta até sorte. Quem deveria acusar não pode tomar a iniciativa porque virou parceiro.

RUMO AO ABISMO

Tudo que o governo Fátima fez até hoje, foi com recursos federais. Construção de UTIs e os vários materiais de proteção (máscaras, luvas e álcool), foram tudo do governo federal. O que o governo Fátima vem fazendo até agora é conduzir o Rio Grande do Norte para um abismo sem volta.

PACTO PELA VIDA

Nesse desgoverno não existe pacto pela vida, mas para mim e para muitos existe um pacto pela morte de empresas e empregos. O RN está mergulhando em um caos social sem volta, pois o estado não vai quebrar, ele vai se despedaçar.

MENTIRA TEM PERNA CURTA

O governo Fátima diz que colocou várias UTIs, incluindo 10 em Macaíba, só que quando o Mistério da Saúde veio fiscalizar, constatou que no Hospital de Macaíba, além de não ter os leitos de UTI que o governo dizia e afirmava ter, esse mesmo governo levou todos os leitos para outro lugar, deixando Macaíba sem assistência nenhuma do Estado.

QUARENTENA ETERNA

Se continuarmos nesse ritmo, iremos mergulhar em uma espécie de quarentena eterna, promovida pelo descaso do governo Fátima. Vejamos bem, se hoje os números de infectados chegou ao patamar de 20 mil, lógico que os números não oficiais de contaminação são bem maiores, pois só na minha casa tivemos eu, minha esposa e minhas duas filhas. Só minha mulher foi oficializada, pois meu teste rápido deu negativo, mas eu tive todos os sintomas. Então vou fazer um cálculo modesto, hoje no RN temos mais de 100 mil contaminados, mas o problema não é esse, o problema real é que o estado tem uma população que ultrapassa os 3 milhões de habitantes. Se formos avaliar em uma ótica clara, viveremos uma quarentena eterna e um caos social sem tamanho, que será promovido pelo desemprego e pela quebradeira generalizada do Estado, pois nunca atingiremos a meta de 70% de ocupação dos leitos, pois isso nunca existiu antes do coronavírus imagine agora.

FALTA UM OLHAR DIFERENCIADO

Para nossa sociedade, falta um olhar diferenciado, que enxergue que o vírus é uma realidade que nos abriga a adotar novos hábitos, como uso de máscaras e álcool. Cabe ao governo fiscalizar se o comércio está cumprindo com as medidas de higiene, e não sair fechando tudo, como isso trouxesse alguma solução, pois isso só mostra o despreparo de Fátima como governadora.

SEM PLANEJAMENTO

Sem planejamento, o governo Fátima segue sem rumo, usando como bengala o comitê científico, o mesmo comitê que alegou que o estado teria mais de 10 mil mortes em abril. Com esse novo adiamento, o governo Fátima segue quebrando todo o estado do Rio Grande do Norte. A população vai pagar um preço alto por esse desgoverno.