Revoltada com atendimento, mulher agride médica na Grande Natal e é presa - Informativo Atitude

Revoltada com atendimento, mulher agride médica na Grande Natal e é presa

Policiais militares do 16º Batalhão da PM prenderam uma mulher na cidade de Extremoz, na Grande Natal, acusada de agredir uma médica no Hospital e Maternidade Presidente Café Filho. Além da agressão, a mulher também teria danificado o hospital.

Segundo o 16BPM, em post no Instagram, os policiais agiram rapidamente para garantir a segurança no local e prenderam a mulher em flagrante pelos crimes de Dano Contra o Patrimônio Público, Resistência e Ameaça a Profissional de Saúde.

Contudo, nem tudo foi negativo para a mulher presa. No post em que anunciava a prisão, a PM recebeu uma série de denúncias de perfis insatisfeitos com a qualidade do serviço prestado no hospital. Seguem alguns comentários:

  • “Um verdadeiro desrespeito com a população. Mas nos a população temos culpa em partes pois somos responsáveis por colocar os governantes no poder.”
  • “Esse hospital de Extremoz está difícil pra ser atendido e alguns médicos tratam os pacientes como um saco de lixo não estão nem aí pra população. Culpa também dos vereadores e autoridades responsáveis pela fiscalização dos órgãos públicos da cidade”
  • “O povo tá cansado do discaso desse hospital”
  • “Nada justifica a violência,mais os atendimentos estão péssimos deixa os ânimos a flor da pele ,tem tantos profissionais que não faz o seu trabalho direito que chega a ser revoltante”

Apesar das críticas ao hospital, como o perfil destacou que “nada justifica”, apenas a mulher acusada de agressão foi detida e conduzida para a Delegacia de Plantão da Zona norte.

About The Author