PENSE EM UM POVO PARA TRABALHAR ERRADO: MPT o ‘proíbe’ de divulgar vídeo com o garoto e prevê multa de R$ 10 mil em caso de descumprimento

Foto: reprodução/Instagram

Lembram do vídeo do garoto engraxate que juntou dinheiro para presentar o pai no último Dia dos Pais e acabou ganhando o relógio do dono da loja?

O Ministério Público do Trabalho de Goiás firmou um Termo de Ajustamento de Conduta com o senhor Paulo Cesar da Silve, dono da relojoaria, para que ele não divulgue mais o vídeo que na época viralizou ou dê entrevistas sobre assunto, nem produza conteúdo que possa, no entendimento do MPT, “constituir apologia ao trabalho infantil”.

O descumprimento das obrigações prevê o pagamento de multa de R$ 10 mil.

Quando eu leio uma matéria como essa, fico extremamente revoltado, pois esse garoto deu um exemplo bonito, mostrado que é pobre, mas que tem dignidade, honestidade e que trabalha para sustentar sua família ou para ajudar a sustentar. Ai o Ministério Público do Trabalho. Criminalizar a ação do dono loja. Rapaz eu mesmo fui um que me emocionei com esse vídeo, pois me vi nesse garoto quando era criança. Então parabéns Ministério Público do Trabalho de Goiás pelo péssimo exemplo.