Para jornalista, Fátima comete “genocídio”

A jornalista Liege Barbalho não poupou palavras para dizer classificar a governadora Fátima de genocida.

Em trecho da sua coluna, ela que “isso que você está fazendo, proibindo o norte-rio-grandense de trabalhar para alimentar suas famílias tem nome, é genocídio”.

E continua: “Tudo isso por uma ideologia de querer quebrar o país. Puro orgulho e prepotência”.

Será que a patrulha petista vai “cancelar” Liege?

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros